Você viu?

Comissária de bordo mais velha do mundo é homenageada após 60 anos de serviço

A mais velha comissária de bordo do mundo recebeu uma homenagem ao celebrar 60 anos na profissão. Bette Nash, de 81 anos, ganhou um par de brincos de diamantes da Tiffany's e um cheque de US$ 10 mil (R$ 32 mil), na festa realizada no aeroporto internacional Ronald Reagan, em Washington, nos EUA, na última sexta-feira (3).

Nash está celebrando seu jubileu de diamantes como comissária. Ela contou que sua carreira começou na companhia aérea Eastern Airlines, que foi comprada pela American Airlines.

"Você tinha que ter uma certa altura e um certo peso. Era horrível. Se engordasse, você tinha de ficar se pesando. Se você continuasse naquele peso, eles te tirariam da folha de pagamentos", disse em entrevista ao canal de TV "WJLA".

Durante quase toda a carreira, Nash trabalhou na ponte aérea Washington-Boston, o que a ajudou a manter sua casa e criar seu filho como mãe solteira.

"Tenho um filho deficiente e queria estar em casa todas as noites. Não tinha escolha", contou.

Nash quase perdeu o emprego em 1989, quando a Eastern Airlines decidiu acabar com o voo de Washington para Boston. Ela foi salva pela Trump Shuttle, a companhia aérea de Donald Trump que durou pouco tempo. Depois, a U.S. Airways passou a operar na rota. Por fim, a ponte aérea passou a ser feita pela American Airlines.

Bette Nash




Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem