Você viu?

Jovem faz caretas pelo mundo para enfrentar padrões estéticos do Instagram

Pega o celular, estica o braço, tira fotos de mil ângulos diferentes, escolhe uma, trata em vários apps e, finalmente, posta. Compartilhar fotos no Instagram tem se tornado uma árdua tarefa para os reles mortais à medida que o padrão estético das fotos de blogueiros famosos se torna uma referência do que é bonito na internet.

Na contramão das selfies "blogueirinha", a jovem Michelle Liu decidiu compartilhar suas viagens pelo mundo de uma maneira bem irreverente. Ao invés de poses planejadas em enquadramentos perfeitos, a jovem de 21 anos prefere tirar seflies fazendo caretas com o queixo e a língua. É o que ela chama de "chinning", um trocadilho com a palavra "queixo" em inglês.

"Minhas caretas sempre entretiveram meus amigos na escola, no colégio e até na faculdade, que foi quando eu decidi compartilhar meu 'queixinho' com o mundo", explicou Liu em entrevista ao site Mic.

Rir de si mesma e se expôr ao que seria considerado ridículo por muitos ajudou Michelle num processo de autoaceitação. Na escola, Liu sempre se sentiu forçada se encaixar em padrões de beleza. E só conseguiu superar as inseguranças causadas por essas pressões ao perceber que existe um valor em "parecer boba". E seu Instagram é a prova disso.

"A galera sempre repara quando eu estou tirando as fotos. Alguns ficam chocados, confusos. Mas em geral, todos se divertem", conta ela, que além de pontos turísticos, já tirou uma "chinfie" (trocadilho com as palavras "queixo" e "selfie", em inglês) com toda a equipe de um voo. "Eu nunca sei como as pessoas vão reagir quando eu explico como é o meu Instagram. Mas eles foram tão amigáveis e aberto à ideia que acabou rolando."


Em pouco mais de um ano no ar, o Instagram de Liu já acumula quase 40 mil seguidores. Mas ela quer ir além: "Quero ser uma chinstagrammer", diz ela, na esperança de que as caretas com o queixo sejam o início de um movimento contra os padrões de beleza.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem
[an error occurred while processing this directive]