Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

BBB22

BBB 22: Jade Piton? Apelido de cobra é assumido nas redes da sister

Vídeo com vilãs como Carminha e Cruella é postado nas redes da influenciadora: 'Nosso clã'

Sentada, Jade Picon mostra o colar do líder
Jade Picon mostra o colar do líder durante o BBB - Reprodução/TV Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Não é só dentro do Big Brother Brasil 22 que Jade Picon teve uma madrugada agitada após a eliminação de Bárbara, sua aliada do jogo. Fora da casa, o nome da influenciadora também esteve envolvido em polêmicas com o irmão mais velho dela, Leo Picon, dizendo que vai dar um golpe e assumir as redes sociais da irmã.

Além disso, o apelido que a participante ganhou na web, Jade Piton, em referência à cobra, foi assumido no Instagram e no Twitter da sister. "Sabia? Não sabia? Então agora você vai ficar sabendo. Jade Piton", postou a equipe da influenciadora no Twitter.

Em outra publicação, foi postado um vídeo intercalando momentos de Jade no BBB com imagens de vilãs da ficção como Carminha (Adriana Esteves), de "Avenida Brasil" (Globo, 2012), Cruella vivida por Emma Stone nos cinemas em 2021, e uma cobra. "Estamos Pitonizados. Esse é o nosso clã, quem amou?", postou.

Leo Picon também publicou a frase "estamos pitonizados". Mais tarde, ele publicou um vídeo no Instagram da irmã dizendo que tinha invadido a ferramenta e que não aprovava o trabalho que vem sendo feito pela equipe que cuida das redes da influenciadora.

"Não estou de acordo com as comunicações, posicionamentos, as posturas dos 'ADMs' [administradores]. Isso vem recaindo em mim e a minha paciência está muito próxima do seu limite. A hora que esse limite atingir, como uma mão cega do Estado que intervém na sociedade, farei isso, certo? Muito obrigado, um grande abraço", afirmou.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem