A Fazenda 10

A Fazenda: Rafael Ilha afirma que teve 'medo de que o filho nascesse com problemas'

Com histórico de dependência, ele foi internado várias vezes

Rafael Ilha conversa com os peões da sede do reality A Fazenda
Rafael Ilha conversa com os peões da sede do reality A Fazenda - Reprodução/PlayPlusa

São Paulo

Em conversa com Aloísio Chulapa na noite desta terça-feira (9), Rafael Ilha falou abertamente sobre seu vício em drogas. O cantor afirmou que passou por um período tenso no qual chegou a usar crack, e teve medo que seu filho nascesse com problemas de saúde.

"Fumava 70 pedras de crack, tive medo do meu filho nascer com problemas", revelou o ex-integrante do grupo Polegar. Ele já havia falado sobre seu vício em drogas anteriormente com os colegas de confinamento, mas nunca especificou quais substâncias foram usadas.

Em entrevista ao Programa do Porchat em junho de 2017, Rafael Ilha falou sobre o vício e comentou que passou 13 anos viciado e chegou a viver nas ruas. 

DECLÍNIO DE UM ARTISTA

Aos 17 anos, famoso e assediado pelas fãs, Rafael Ilha namorou a atriz Cristiana Oliveira, na época estrela da novela "Pantanal", da extinta TV Manchete, e dez anos mais velha do que ele. Após o fim do romance com a atriz –motivado pelo vício do cantor– , em 1991, ele passou a chegar atrasado a shows e foi afastado do grupo.

Em 1993, depois de ser internado devido a uma convulsão provocada por uso de cocaína, o cantor admitiu ser viciado em drogas desde os 15 anos. Em setembro de 1998, Rafael foi preso depois de roubar um vale-transporte e R$ 1 de uma balconista em um ponto de ônibus no Campo Belo (zona sul), para comprar crack.

Antes da detenção, ele havia tentado assaltar outra pessoa fingindo portar uma arma por baixo da blusa. Na época, Rafael Ilha confessou ser viciado em drogas e disse que dormia na rua havia alguns dias.
Dias depois, o cantor foi acusado de ter roubado R$ 6.000 de um policial militar na saída de uma agência bancária em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo.

Em 2014, Rafael Ilha foi detido pela Polícia Federal ao tentar cruzar a fronteira brasileira com uma espingarda. O episódio ocorreu na ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu (PR), na divisa do Brasil com o Paraguai.

Com UOL.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem