Televisão
Descrição de chapéu The New York Times câncer

Estrela do MasterChef Junior americano morre aos 14 anos de câncer raro

Ben Atkins era órfão após tragédia familiar: em 2017, pai matou a mãe e se suicidou

Ben Watkins participou do MasterChef Junior
Ben Watkins participou do MasterChef Junior - Instagram/gordongram
Derrick Bryson Taylor

Ben Watkins, um jovem astro que vinha ascendendo na culinária e se tornou conhecido na sexta temporada de MasterChef Junior, morreu na segunda-feira (15) de uma forma rara de câncer, anunciou sua família. Ele tinha 14 anos.

“Nosso Ben foi para casa, para encontrar sua mãe, na tarde de hoje, depois de 18 meses de batalha contra o câncer”, anunciaram Donna Edwards e Anthony Edwards, avó materna e tio de Watkins, na segunda (16), em uma página do GoFundMe intitulada #Love4Ben.

“Ben sofreu mais do que deveria ter sido seu quinhão, nos 14 anos de vida que teve, mas podemos nos reconfortar ao saber que seu sofrimento enfim acabou e que, no final, Ben foi amado por tanta gente”, afirmou a família.

Trent McCain, organizador da campanha no site de crowdfunding GoFundMe, não respondeu a um pedido de comentário na quarta-feira. Ben participou de MasterChef Junior, na rede Fox de televisão, aos 11 anos de idade, em 2018. Ele foi uma das seis crianças da região de Chicago a participar do programa naquele ano.

No primeiro episódio da temporada, que envolvia 40 participantes com idades dos 8 aos 13 anos, disputando 24 vagas no programa e a oportunidade de conquistar um prêmio de US$ 100 mil (R$ 39 mil, na cotação atual), Ben ficou com o último avental branco da noite ao fazer uma torta de pêssego com chantilly e molho de caramelo.

Ele ficou entre os 18 melhores cozinheiros do programa e se tornou um dos favoritos dos fãs, especialmente depois que os telespectadores ouviram a história de sua família.

Em setembro de 2017, Michael Watkins, o pai de Ben, matou a mãe dele, Leila Edwards, a tiros, e depois se suicidou, em Gary, Indiana, de acordo com o jornal Chicago Tribune. A avó e o tio de Ben se tornaram seus tutores legais.

Na época, Ben já tinha expressado sua aspiração de se tornar chefe de cozinha e sonhava ser dono de um restaurante, como seu pai, que abriu o restaurante Big Ben’s Bodacious Barbecue & Deli, em Gary. O restaurante, apontou o jornal, levava o nome de Ben.

O menino costumava trabalhar no restaurante do pai, o jornal informou, cuidando do caixa, atendendo o telefone para registrar pedidos, e vendendo seus cookies, brownies, pãezinhos de canela e pães de banana feitos em casa. Ele atribuía seu talento no forno à mãe, dizendo que “minha mãe me ensinou tudo que sabia. Ou aprendi assistindo ao que ela fazia”.

Uma declaração na conta de Instagram do programa afirma que Ben tinha “uma atitude notavelmente positiva” e que ele era “um tremendo exemplo” para chefes de cozinha de todas as idades.

Gordon Ramsay, o célebre cozinheiro que apresenta MasterChef Junior, declarou na terça-feira (16) que Ben era um cozinheiro caseiro talentoso, e um jovem muito forte. “A curta vida dele envolveu tantas reviravoltas difíceis, mas ele sempre perseverou”, disse Ramsay.

Pouco depois de seu 13º aniversário, Ben teve diagnosticado um histiocitoma fibroso angiomatoide, a família informou. É uma doença rara, um tumor nos tecidos macios do corpo que aparece mais comumente em crianças e jovens adultos, de acordo com a Biblioteca de Medicina dos Estados Unidos.

Anthony Edwards, o tio de Ben, disse ao Chicago Tribune em agosto que os médicos dois anos atrás haviam imaginado que o tumor que crescia no pescoço de Ben fosse um nódulo linfático malformado. “Mas mesmo depois de tratado, o tumor continuava a sangrar”, ele disse.

No final de julho, Ben iniciou um tratamento quimioterápico para tumores em seus pulmões, espinha e ombros, segundo o jornal. A família e a comunidade de Ben se uniram em torno dele.

Katie Clark, uma amiga da família de Watkins, disse ao jornal que, como a mãe, a presença de Ben iluminava qualquer ambiente. “Ele é polido, extrovertido, esperto, engraçado, e continuou a ser assim mesmo na adolescência, o que nem sempre é o caso com a garotada que chega a esse estágio da vida”, ela disse.

The New York Times

Tradução de Paulo Migliacci

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem