Televisão

Prêmio Multishow: Vitão, Gusttavo Lima, Dilsinho, Emicida e Vitor Kley concorrem a cantor do ano

Indicados foram revelados por Iza nesta quarta (16) no programa Encontro

Dilsinho, Emicida, Gusttavo Lima, Vitão Dilsinho, Emicida e Vitor Kley são os indicados à categoria cantor do ano, do Prêmio Multishow 2020 - Montagem
São Paulo

Vitão, Gusttavo Lima, Dilsinho, Emicida e Vitor Kley são os artistas indicados a Cantor do Ano, no Prêmio Multishow 2020. Os nomes foram anunciados por Iza, durante o programa Encontro com Fátima Bernardes, na manhã desta quarta (16).

O ​Multishow divulga os concorrentes das outras categorias ao prêmio em live nesta quarta. Ao lado de Tata Werneck e Paulo Gustavo, Isa vai comandar a atração neste ano. Em conversa com Fátima Bernardes, a cantora falou sobre o desafio de apresentar a premiação. "Paulo e Tatá estão me deixando tranquila e mal posso esperar."

O prêmio Multishow será realizado no dia 11 de novembro em um formato híbrido, com palcos espalhados em várias cidades do país e transmissão online. Das 15 categorias da premiação, oito serão definidas pelo voto popular.

TROCA DAS CADEIRAS

Anitta, que apresentou o Prêmio Multishow por dois anos seguidos, dará lugar agora a Iza, que fará sua estreia na premiação, ao lado de Tatá Werneck, que já havia participado da apresentação em outros anos, assim como Paulo Gustavo.

A saída de Anitta acontece após a saia justa do ano passado, quando Ludmilla chegou a ser vaiada por uma parte da plateia quando subiu ao palco durante a entrega do troféu de melhor composição por “Onda Diferente”. As duas funkeiras se desentenderam justamente por causa da autoria da canção.

Depois desse episódio, Anitta ainda se envolveu em outra polêmica envolvendo seus colegas artistas da música. Depois de trocar farpas com o jornalista Léo Dias, há alguns meses, houve quem saíssem em defesa dele e contra a cantora, como Latino, que lembrou como ela o tratou mal em uma festa alguns anos atrás.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem