Televisão

'Sou o Silvio Santos do Porta dos Fundos', diz Fábio Porchat

Apresentador também revela que não chora desde que tinha 18 anos

Fábio Porchat
Fábio Porchat - Ademir Junior
São Paulo

Fábio Porchat, 37, falou sobre a liberdade que tem no Porta dos Fundos, canal de humor que fundou ao lado de Ian SBF, Antônio Tabet, Gregório Duvivier e João Vicente de Castro. Segundo ele, essa é uma das vantagens de produzir conteúdo para a internet.

"O Porta dos Fundos virou o meu SBT. Eu sou o Silvio Santos do Porta dos Fundos", contou durante entrevista ao #Provoca (TV Cultura), que vai ao ar na próxima terça-feira (1º). "Eu posso criar o que eu bem entender da minha cabeça. Eu falo 'quero fazer um programa de viagem', o pessoal fala 'pode fazer'."

Outra afirmação feita no programa pelo apresentador do "Papo de Segunda" e do "Que História É Essa, Porchat?" (ambos do canal pago GNT) é que, apesar de escutar todo tipo de história, ele jamais chora.

A revelação foi feita quando ele foi questionado se a hiperatividade ele era uma forma de evitar olhar para dentro. "Talvez. Eu faço análise", respondeu. "Mas eu, por exemplo, não choro. Estou esperando alguém morrer pra eu chorar, pra dar uma soltada. A última vez que eu chorei eu tinha 18 anos."

E que momento foi esse que conseguiu arrancar lágrimas do humorista? "Foi quando eu saí de São Paulo para vir pro Rio", contou. "E aí eu fui sair da casa da minha mãe, fui contar pra ela, ela chorou e eu chorei eu também. Ouvindo Roberto Carlos ao fundo."

No programa, Porchat também conversa sobre os limites do humor, a "lacração" da internet e responde se é possível ter humoristas em países autoritários. O programa vai ao ar a partir das 22h15 na TV Cultura e também no canal do #Provoca no YouTube.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem