Televisão

José de Abreu anuncia saída da Globo após 40 anos na emissora

Em live, ator diz que deixa de fazer parte do elenco do canal no próximo dia 30 de junho

José de Abreu - Divulgação
São Paulo

Após cerca de 40 anos na Globo, o ator José de Abreu, 74, anunciou que vai deixar de fazer parte do elenco fixo da emissora a partir do próximo dia 30 de junho. Ele fez a revelação em live realizada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas redes sociais, na noite desta quarta-feira (3).

Segundo Abreu, há dois meses ele vinha negociando a sua saída. "Eu acabei de fechar um destrato com a Globo de uma maneira extremamente boa para os dois lados. Tive uma boa conversa com [o diretor artístico Carlos Henrique] Schroder na semana passada. Vou me desligar no dia 30", afirmou.

O último trabalho do ator na emissora foi em 2019, quando interpretou o empresário milionário Otávio, da novela "A Dona do Pedaço". Abreu disse que pode continuar atuando em novelas e séries da Globo, mas contratado por obra certa. "Essa é uma nova maneira da Globo se relacionar com os seus artistas", afirmou. Além de Abreu, outros atores do primeiro escalão deixaram de ter contrato fixo com a emissora como Malu Mader, Carolina Ferraz, Malvino Salvador, Bianca Bin e Bruno Gagliasso –este último assinou com a Netflix.

Abreu revelou também o seu desejo de tentar a carreira internacional. Atualmente, ele está vivendo com a noiva, Carol Junger, 22, na Nova Zelândia. " "Agora vou tentar carreira internacional. Vou me renovar. Estou aqui [na Nova Zelândia] melhorando o meu inglês."

Na conversa com o Lula, ele ainda reclamou da cotação do dólar. "Também estava muito difícil sobreviver com o salário em real fora do Brasil. Quando eu saí do Brasil, pela primeira vez, em 2014, o dólar estava em R$ 2,22. Quer dizer, eu precisava de R$ 2,22 para comprar US$ 1. Hoje, eu preciso de R$ 6. Ou seja, a conta não ia fechar nunca."

Abreu fez a sua primeira novela na Globo, "As Três Marias", em 1980. Ele chegou a sair da emissora no início dos anos 1990, quando foi para a extinta Manchete e participou de produções de sucesso como "Pantanal" (1990), e "Ana Raio e Zé Trovão" (1991). Voltou para a Globo em 1992, quando fez "Perigosas Peruas". Um dos trabalhos mais conhecidos do ator no canal carioca foi como o malvado Nilo, de "Avenida Brasil" (2012)

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem