Televisão

André Vasco se inspira em Ratinho e Chacrinha ao resgatar clássico Vitrine na TV Cultura

Apresentador viaja a um lugar diferente por semana para atração

André Vasco durante gravação do Vitrine (Cultura)
André Vasco durante gravação do Vitrine (Cultura) - Divulgação
Leonardo Volpato
São Paulo

O apresentador André Vasco acaba de estrear na TV Cultura, que celebra 50 anos, à frente do Vitrine Brasil, uma remodelagem do programa de mesmo nome que fez sucesso na década de 1990. No ar aos domingos, às 20h30, o programa leva ao telespectador reportagens, personagens, curiosidades, sotaques e peculiaridades de todo o Brasil sob o olhar de Vasco.

Inicialmente, diz Vasco, serão ao menos seis meses de atração, podendo se estendida por até um ano. A cada semana, ele viaja para um lugar diferente. "Sempre viajei muito pelo Brasil e, para esta temporada, um lugar que me marcou foi o Amazonas. Sem contar os personagens. Sempre fui de contar histórias das pessoas, principalmente dos populares."

 

De acordo com ele, essa vocação para achar anônimos e histórias simples e sinceras veio de algumas inspirações. "Trago em mim um DNA de Ratinho, Silvio Santos e Chacrinha [1917-1988] de que não precisa dar muitas voltas para explicar algo óbvio. Você assiste e se entretêm e quando acaba você percebe que aprendeu." 

Vasco ficou conhecido nacionalmente em 2005, quando entrou na MTV como apresentador. Depois, passou pelo programa Astros (2008) e Qual É o seu Talento (2009), ambos do SBT. Em 2013, ele deixa o SBT e vai para a Band, onde apresentou algumas edições do Band Folia do Carnaval. Em fevereiro deste ano, cobriu o Carnaval de Recife (PE).

Na atração ele poderá ser visto por locais como Pernambuco, Paraíba, Paraná, Foz do Iguaçu, Acre, Roraima, dentre outros. "É muito doido porque me deram liberdade para a produção. Minha equipe é pequena e precisamos de ajuda das afiliadas nos estados. Estou recebendo elogios de diretores e de pessoas falando que o programa é leve e descontraído", relata.

André Vasco durante gravação com músicos nordestinos no Vitrine (Cultura)
André Vasco durante gravação com músicos nordestinos no Vitrine (Cultura) - Divulgação

Para Vasco, viajar é muito bom, mesmo com o fato de ter de ficar mais longe da família. Ele tem uma filha de um ano. “Minha filhinha é tudo para mim. Mas graças a Deus que existe o FaceTime [aplicativo de conversa por vídeo]. Eu não sou aquele pai de Instagram, eu sou presente e ativo, não ajudo a minha mulher, eu compartilho os serviços com ela”, revela o pai babão.

Fora o novo programa da TV Cultura e a filhinha, que já demandam boa parte do tempo do apresentador, ele conta que também precisa tocar outros projetos, como uma banda, seu canal no YouTube e e-commerce.

 

“Dormir é para os fracos”, diverte-se. “Se os monges dormem de três a quatro horas por noite por quê não conseguiríamos? Minha filha me ajudou nisso, acordo mais cedo e aproveito bem mais o dia quando estou por aqui. Mas sei que pelos próximos quatro meses, semanalmente, pegarei um avião”, conclui.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias