Televisão

Roberto Carlos recebe Dudu Braga e a neta 'baby Laura' no especial de fim de ano da Globo

Filho do rei diz que menina de três anos já tem música favorita

Dudu Braga e seu pai Roberto Carlos na gravação do DVD " RC na Veia"
Dudu Braga e seu pai Roberto Carlos na gravação do DVD " RC na Veia" - Mastrangelo Reino/ Folhapress

Fabiana Schiavon
São Paulo

Roberto Carlos apresenta nesta sexta-feira mais um especial de fim de ano. O show "Roberto Carlos: Muito Romântico", que será exibido após a novela das nove, tem a participação de Michel Teló, de Zizi Possi, da atriz Marina Ruy Barbosa e do cantor espanhol Alejandro Sanz. Pela primeira vez, o filho do rei, Dudu Braga, participou da gravação com a sua banda, RC na Veia. 

Com mais de 60 anos de carreira, o rei mostra que abraçou diversas gerações e já está cativando mais uma. É que a filha mais nova de Dudu Braga, de três anos, chama-se Laura, em homenagem à avó dela, mãe de Roberto que morreu em 2010.

Claro que a música preferida da bebê seria “Lady Laura”, que Roberto fez para a mãe, mas que a neta teve a liberdade de mudar um pouco a letra. “Sim, ela sabe cantar a música só que ela canta uma nova versão que se chama ‘Baby Laura’”, brinca Dudu Braga, que tocou pela primeira vez no especial com o pai.

Com a mulher e a filha nos bastidores, Braga subiu no palco do Especial para transformar o tradicional programa de seu pai em um verdadeiro show de rock. Dudu levou para o especial parte de seu último trabalho que traz uma versão ainda mais roqueira de sucessos do Rei da Jovem Guarda, como "Quando", "Lobo mal", "Proibido Fumar" e "Eu sou Terrível". “Gravamos esse disco com o Andreas Kisser, do Sepultura, então podemos dizer que levamos bastante peso para o palco”, brinca Dudu.  

E não só a neta de Roberto Carlos que segue os passos da família. A filha Melinda, do cantor Michel Teló com a atriz Tais Fersoza  também já tem a sua música preferida. “A Thais cantou ‘Como É Grande o Meu Amor por Você’, e ela adorou. Começou a pedir que eu cantasse antes de dormir. Até que, um dia, eu comecei a cantar e ela completou a letra, recitando os versos da música para mim. Chorei, mas consegui gravar e mostrei para o Roberto, que também se emocionou”, revela o sertanejo.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem