Televisão

'Entrar nos lugares é fácil, o difícil é sair', diz padre Marcelo Rossi sobre fama

Acostumada a ser reconhecido por onde passa, o padre Marcelo Rossi afirma que a fama não mudou muito sua rotina.

"Entrar nos lugares é fácil, o difícil é sair", explicou o sacerdote em entrevista ao programa "Estrelas" (Globo).

A gravação do quadro "Estrela da Estrela" foi realizada no Mosteiro de São Bento, no centro do Rio. Essa foi a primeira visita do padre ao local.

"Com certeza era um lugar muito especial", afirmou.

Crédito: Estrelas/TV Globo Angélica e padre Marcelo Rossi gravam no Mosteiro de São Bento, no Rio
Angélica e padre Marcelo Rossi gravam no Mosteiro de São Bento, no Rio

Nesta terça-feira (30), o colunista do "F5" e UOL, Ricardo Feltrin, revelou que o padre Marcelo Rossi teve seus passos, CDs, livros, missas e aparições na TV seguidos de perto pelo Vaticano do final dos anos 90 até cerca de quatro anos atrás.

A investigação, que durou quase 10 anos, foi provocada por uma denúncia feita por um religioso brasileiro, que acusou o padre de culto ao personalismo, exibicionismo por ir demais às TVs, de desvirtuar as práticas católicas e de transformar a missa em uma espécie de "circo".

O UOL apurou com exclusividade que, entre o final dos anos 90 e a década de 2000, a Congregação recebia regularmente vídeos com as participações do padre Marcelo em programas como o de Gugu Liberato no SBT e de Fausto Silva, na Globo.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias