Publicidade

Escalado para próxima novela das 21h, Chay Suede considera rótulo de galã 'limitador'

25/08/2014 - 08h33

Publicidade

LOUISE SOARES
COLABORAÇÃO PARA O "F5", DO RIO

Ainda colhendo os louros de sua bem sucedida participação como o jovem José Alfredo da primeira fase "Império" (Globo), Chay Suede diz que não faz questão de ser reconhecido como galã. O ator considera o adjetivo limitador e prefere ficar conhecido por outros atributos além da aparência.

"É legal, sinal de que as pessoas me acharam bonito, mas só isso. O galã faz as mesmas coisas sempre e eu não sou esse ator. Quero fazer coisas diferentes a cada trabalho", declara.

Com contrato renovado por mais três anos com a Globo, Chay Suede vai voltar à faixa das 21h em 2015. Ele será um adolescente de 18 anos em "Babilônia", de Gilberto Braga, e vai tirar a barba que usou em "Império" —sem receios, já que não existe a possibilidade de flashbacks de José Alfredo.

"Não recebi a sinopse ainda, sei um pouquinho do personagem, mas não posso falar. Sei que vou ter que tirar a barba toda a partir de agora, por que é um personagem mais jovem, mas só", despista.

Enquanto as gravações não começam, o ator terá bastante trabalho pela frente, com a gravação de seu novo EP e a divulgação do filme "Lascados", com estreia prevista para 18 de setembro.

"Mudou tudo na minha vida e para melhor. Agora tenho muitas tarefas a fazer. O público me trata com muito carinho e respeito, eles gostam de ver a novela, se interessaram pelo personagem e eu fui uma ponte para isso acontecer", afirma, sem falsa modéstia.

  • Últimas notícias 
  •  

Publicidade

Publicidade

gostou? leia também

  •  

Publicidade

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha