Televisão

Thaís Melchior sofrerá com dúvida sobre ter cometido incesto em 'Vitória'

Na novela "Vitória", que estreia nesta segunda-feira (2) na Record, o romance do dono de haras Artur (Bruno Ferrari) com a joqueta Diana (Thais Melchior) promete gerar polêmica.

É que, depois de se envolver com Artur, Diana irá descobrir que eles têm o mesmo pai, Gregório (Antônio Grassi).

Artur, na verdade, se chamava Mossoró e é filho do primeiro casamento de Gregório, com Clarice (Beth Goulart). Ele foi abandonado pelo pai depois de sofrer um acidente de cavalo e ficar paraplégico. Diana é filha do segundo casamento de Gregório e nunca soube da primeira família do pai.

Sem suspeitar do possível parentesco, Diana e Artur se apaixonam. Feita a descoberta, Diana sofrerá com a dúvida sobre ter cometido incesto ou não.

"O grande drama dela é que ela pensa que é uma vítima de incesto, que ela gosta do suposto irmão. Ela pensa que é um incesto, mas não é", explicou Thais em entrevista ao "F5".

Na verdade, Artur não é filho biológico de Gregório e, portanto, o relacionamento deles não é incestuoso. Como o pai de Diana desconhece essa parte da história, Artur se aproveitará disso como parte de seu plano de vingança pelo abandono paterno.


TRIÂNGULO

A polêmica não se limita à ficção em "Vitória". Depois que o ator Dado Dolabella foi demitido da Record por agredir um produtor da novela, o triângulo amoroso principal entre Leo (Dado Dolabella), Diana e Artur teve que ser remanejado. O advogado Rafael (Rodrigo Phavanello), que seria apenas um amigo de Diana passou a futuro interesse amoroso da joqueta.

Thais não quis comentar a confusão envolvendo o ex-colega de elenco, mas afirmou que nada mudou em suas cenas após o episódio, pois as gravações ainda estavam no início. A atriz também fez mistério sobre o novo triângulo amoroso de sua personagem.

"O Rafael é um grande amigo da Diana, advogado que volta para o haras e vai ajudar muito ela num momento difícil que ela tem com o Artur", contou. "Como isso vai se desenrolar a gente ainda não sabe."

Confusões à parte, o papel exigiu uma dedicação especial de Thais, que treinou montaria para ficar mais à vontade com os cavalos em cena.

"Eu não sabia montar, eu passeava apenas. No workshop eu dei banho, escovei, aprendi um monte de coisas. Não tive medo. Na primeira aula, a treinadora me colocou de costas, de braços abertos e olhos fechados para aprender a confiar no cavalo. Realmente, depois dessa prova de fogo fiquei tranquila", disse.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias