Televisão

Próxima novela das seis é superprodução com missão de aumentar audiência

"Joia Rara" pode, de fato, ser considerada uma aposta da Rede Globo. A novela, assinada por Thelma Guedes e Duca Rachid, leva à faixa das 18h um investimento digno de novela do horário nobre, que inclui a equipe de diretores e o elenco.

"A Globo não trabalha com orçamento fechado. Novela das 21h não tem que ser mais cara do que novela das 18h", diz o diretor de núcleo Ricardo Waddington.

A Folha apurou que "Joia Rara" supera o valor médio por capítulo de uma trama das 18h, na casa dos R$ 500 mil. A novela gasta em cada episódio cerca de R$ 600 mil e se aproxima do investimento de novelas do horário nobre, R$ 700 mil por capítulo.

Tamanha produção tem a missão de inflar a audiência do horário, para que o mesmo volte a atingir 30 pontos de Ibope.

"Flor do Caribe", que ocupa a faixa atualmente, marcou nas últimas semanas uma média de 23 pontos. Cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande SP.

Das mesmas autoras,"Cordel Encantado" (2011) chegou a registrar 30 pontos de audiência às 18h. Na época, cada ponto equivalia a 58 mil domicílios na Grande SP.

Aos olhos do canal, os bons resultados de "Joia Rara" deverão alavancar a audiência das novelas seguintes.


PROJETO DO CORAÇÃO

As autoras continuam na faixa de seu último folhetim, "Cordel Encantado", mas, desta vez, a própria dupla decidiu qual projeto iria tocar.

"A gente terminou 'Cordel [Encantado]' e o Manuel Martins (diretor de entretenimento da Globo) nos perguntou qual era nosso projeto do coração", lembra Thelma.

A trama envolve o romance vivido por Franz (Bruno Gagliasso), jovem rico e materialista, e a operária Amélia (Bianca Bin).

Além de voltar as lentes para a luta de classes da época, a novela terá um cabaré dirigido pelo personagem de Marcos Caruso.

Waddington dirige o folhetim junto à diretora-geral Amora Mautner, mesma parceria de "Avenida Brasil".

Foi Amora quem bateu o pé para que a equipe viajasse até o Nepal, onde, por 20 dias, foram gravadas cenas do núcleo budista da trama.

O time de atores da novela são rostos conhecidos do horário nobre do canal. José de Abreu é um deles.

"A produção sempre pergunta qual será o tamanho do 'parquinho' na próxima novela, e desta vez digo que é a Disneylândia", fala, aos risos, a autora Thelma Guedes.

Crédito: Editoria de Arte/Editoria de Arte/Folhapress

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem