Comic Con

Designer brasileiro de Harry Potter diz que J.K. Rowling é uma fábrica de ideias

Eduardo Lima criou elementos gráficos dos cenários da saga Harry Potter

Eduardo Lima e Miraphora Mina, da MinaLima, empresa responsável pela criação de elementos gráficos dos cenários de Harry Potter
Eduardo Lima e Miraphora Mina, da MinaLima, empresa responsável pela criação de elementos gráficos dos cenários de Harry Potter - Reprodução
Fabiana Schiavon
São Paulo

O designer brasileiro Eduardo Lima foi o responsável pela criação de artes gráficas dos filmes de Harry Potter, como rótulos de vasilhas, baús e outros objetos dos cenários. A linguagem gráfica que criou não ficou restrita à saga cinematográfica, mas também guiou o visual de livros, parques da Disney e produtos temáticos.

"Recebi uma carta de Hogwarts, mas quem entregou foi um papagaio", brincou o brasileiro, fazendo referência à coruja que entrega cartas aos personagens selecionados para frequentar o colégio de magia. 

Com um jornal "Daily Profet" nas mãos –original usado nas gravações, ele diz que a peça é a sua preferida. "Nós entregamos a peça pronta para a produção. Imprimimos e depois lavamos as páginas no café para ficar com cara de jornal. Cada peça tem processos delicados e especiais", afirma Lima.

Ele deu até a receita. "Nescafé 1 colher pra um copo de água".

​Ele, que com sua equipe trabalhou nos sets de filmagens de todos os filmes, falou sobre a importância de desenhar à mão, sem contar muito com a computação gráfica. "Helena Bonham Carter ficava lá com a gente, sentada, já [vestida como] no personagem, só para ver a gente desenhar", contou Lima, sobre a atriz que interpreta Belatriz. "Ela até pediu para criar, porque sabia desenhar, mas não usamos nada dela", brincou ele.

Sempre em contato com J.K. Rowling, o artista diz que a autora inglesa é uma fábrica de ideias. "Quanto tirávamos uma dúvida, ela chegava com informações que renderiam mais 30 filmes. Ela é incrível!"

Hoje, Lima está à frente da franquia Animais Fantásticos. "Se vier até o Brasil, faremos o país brilhar no filme", prometeu. "Se der, farei a história passar por Caxambu, Sul de Minas", brincou ele, que é mineiro.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias