Música

Gaby Amarantos interrompe hiato de oito anos e prepara novo álbum

Disco deve ser lançado no 2º semestre; cantora vai estrear no Voice Kids

Cantora Gaby Amarantos

Cantora Gaby Amarantos Henrique Falci

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Há oito anos sem lançar álbuns, a cantora paraense Gaby Amarantos, 42, aproveitou a pausa na agenda de shows, imposta pela pandemia, para preparar o próximo disco. Ela começou a produção do novo trabalho no início de 2020 e o lançamento está previsto para o segundo semestre deste ano.

“[Vivo] essa ambiguidade de [no meio da pandemia] estar muito feliz de ter um tempo para parar, mesmo que não tenha sido planejado. Estou produzindo, fazendo esse álbum com muito carinho, cuidado. É meu segundo álbum de carreira, após oito anos sem lançar”.

Perfeccionista assumida, a cantora afirma que gosta de parar e acompanhar cada detalhe quando lança um trabalho novo, desde a composição das músicas e figurinos até o roteiro e direção do clipe. “Nesse sentido, eu gosto de parar, fazer tudo com cuidado, mixar no melhor lugar. Não ficou bom, gravo de novo”, admite.

Quem acompanhou os últimos singles e clipes da artista já pode imaginar um pouco da qualidade do que está por vir no novo trabalho. Em 2019, Gaby Amarantos lançou o clipe da música “Xanalá”, em parceria com a cantora Duda Beat, 33, empoderando a vagina e apoiando a liberdade sexual das mulheres.

O cenário e o clipe da música são cheios de vaginas fictícias e o figurino das duas cantoras também simulam o órgão sexual feminino. Amarantos diz que “Xanalá” é um single de passagem para essa nova fase e que não estará no próximo álbum, mas fica disponível em todas as plataformas digitais.

Segundo ela, o single foi o início de sua nova fase, com clipes de identidade visual forte, o que é importante para ela. “A gente precisa ir para esse outro planeta que é nosso, é feminino, da mulher que conhece seu próprio corpo, seu prazer e que não tem vergonha de falar desse assunto”.

Em novembro de 2020, a cantora gravou “Vênus em Escorpião”, com as participações especiais de Ney Matogrosso e da cantora mineira Urias. A música, uma composição de Amarantos com os conterrâneos Jaloo e Lucas Estrela, fala da intensidade do amor em meio ao caos da passagem do planeta Vênus pelo signo de escorpião, que na astrologia significa que tudo pode ser mais forte e intenso.

Ao mesmo tempo, o clipe da canção faz uma crítica às agressões que o meio ambiente vem sofrendo com queimadas e desmatamentos. Isso fica evidente na pegada futurista, os looks diferentes dos três cantores e a luz vermelha representando o fogo que destrói ecossistemas e a cosmologia de um país.

Cantora Gaby Amarantos
Cantora Gaby Amarantos - Gabriel Cabral/Folhapress

“A gente tenta representar ali [o fogo] de uma forma simples e artística para ver se as pessoas conseguem se sentir no meio de uma floresta quando ela está pegando fogo. A música não fala de nada disso, ela fala que eu gosto de amar, mas é nessa arte que eu acredito”.

Em fevereiro deste ano, ela lançou também “Tchau”, com participação de Jaloo. A música fala de diversos tipos de relações tóxicas, de um amor que começou em uma noite de sexo e acabou em uma situação de dependência. “Por que é que eu gosto de você? Por que dependo tanto de você? Por que que eu deixo você me calar? Se aproveitar de mim pra me enganar”, canta Amarantos no refrão.

O videoclipe da música, cheio de humor e deboche, mostra os dois músicos envenenados depois de uma festa para mostrar os relacionamentos abusivos. O estilista pernambucano Walério Araújo participa do clipe como a poderosa dona de um cabaré, que coloca homens abusivos para fora do local.

“'Tchau' mostra [relacionamentos abusivos] com muito humor e o clipe tem uma pegada de mistério. São relações tóxicas, diversos tipos de relações, mas com o mistério de quem botou o veneno [na bebida de todos]”, diz.

A cantora se prepara para lançar outro single ainda neste primeiro semestre, que fará parte do novo álbum, ao lado das músicas “Vênus em Escorpião” e “Tchau”. Amarantos garante que os fãs vão ter uma ótima surpresa neste novo trabalho que está sendo preparado com muito carinho e cuidado.

“O trabalho que estamos preparando é muito especial. Estamos em um momento em que a cultura no Brasil precisa ser colorida. Mostrar o quanto a música brasileira é criativa, é especial, temos que valorizar a brasilidade, o elemento amazônico que tem dentro da nossa música. Estamos preparando tudo com muito amor."

​THE VOICE KIDS

Prestes a estrear como jurada do The Voice Kids (Globo), a cantora também falou da ansiedade e da alegria de poder conhecer e orientar talentos de várias regiões do Brasil. Amarantos já participou do The Voice Brasil em 2013, como técnica assistente de Lulu Santos na fase das batalhas.

“É uma ansiedade no melhor dos sentidos, eu estou superanimada, vai ser lindo. Vai ser um suspiro para o país poder assistir esses talentos iniciando a carreira, enchendo a gente de esperança, fazendo a gente ser mais humano”.

A cantora já adiantou que vai chorar muito nas apresentações porque é muito mãezona e terá dificuldade para julgar a apresentação das crianças “Estou pensando qual é o rímel à prova de água que eu vou usar para resistir a essas lágrimas. Eu tenho certeza que eu vou chorar muito”, brinca.

Amarantos diz que pretende ser amiga da “galera” e quer fazer os participantes sentirem que têm uma pessoa que eles podem abrir o coração para além do coaching musical, mas fortalecer. “Tem muito a ver o preparo espiritual, psicológico de estar vibrando autoestima para além da música. Eu quero que eles se sintam super-heróis, heroínas, se sintam poderosos."

Mas a cantora sabe que, além do momento fofura, algumas crianças e adolescentes estarão começando uma carreira profissional. “A gente fica ali em uma linha tênue entre a fofurice e a carreira. Eu tenho certeza que vou chorar, sorrir, comemorar e ficar triste de ver [o participante] sair porque não tem como. No momento da eliminação eu vou chorar também, já estou sofrendo por antecipação”, admite.

Apesar da correria com a preparação do novo álbum e como jurada do reality musical, Amarantos garante que continua como apresentadora no programa “Saia Justa” (GNT), ao lado da jornalista Astrid Fontenelle, da cantora Pitty e da atriz Mônica Martelli.

Nesta temporada, além das pautas relevantes e debates, a cantora revela que o programa ganhou quadros novos com temas leves, divertidos e musicais. “Acredito nessa comunicação amorosa, na base do amor, com paciência para conversar, cantar, contar piada, para falar de política. Alcança muito [mais] com amor”, afirma.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem