Música

BFF Girls diz que músicas do DVD 'Geração BFF' versam sobre autoaceitação

Terceira parte do projeto, ainda sem data, terá participação de Dilsinho

A girl band BFF Girls

A girl band BFF Girls Marcos Hermes/Divulgação

Eligia Aquino Cesar
São Paulo

Um fator interessante a respeito dos reality shows é que a eliminação de um participante não significa que ele está com as portas fechadas no meio artístico. Casos como o do pagodeiro Thiaguinho, 37, conhecido por participar do extinto Fama (Globo), e das ex-BBBs Grazi Massafera, 38, e Sabrina Sato, 40, provam isso.

Esse parece ser o caminho que o trio Bia Torres, 15, Giulia Nassa, 17 e Laura Castro, 18, que participou das edições de 2016 e 2017 do reality The Voice Kids (Globo), deseja trilhar desde que formou a banda BFF Girls. "A ideia do grupo já existia. Quando nosso produtor nos viu, resolveu nos chamar para formar a banda. Foi a realização de um sonho de criança", diz Nassa.

No final de fevereiro, o trio lançou a segunda parte do DVD "Geração BFF". Gravado em São Paulo, elas afirmam que o novo trabalho traz em sua narrativa a musicalidade, a conectividade e a luta contra o preconceito e a discriminação. Entre as novas músicas estão "Frequência", "Com Você/Flashback", "Eu Sou", "Hey Boy" e "Tudo Pra Mim" –canção com participação do cantor e ator Lucas Burgatti, 18.

Já na primeira parte, lançada em janeiro, o trio apostou em "Super Casal", "Challenge", "Você Que Lute", "Minha Vibe" e "Esqueceu de Me Avisar" –essa última em parceria com a cantora Ananda. Todas as músicas estão disponíveis nas plataformas digitais e já tem clipe também.

A terceira e última parte do DVD "Geração BFF" ainda não tem data de lançamento. Desde o início, as cantoras optaram em divulgar, aos poucos, as músicas e, por isso, afirmam ser difícil escolher qual é a parte favorita delas.

"Tem uma grande diferença do primeiro para o terceiro, o segundo é a transição", diz Torres, ao adiantar novidades sobre o novo DVD. "Além das inéditas, trazemos a regravação de 'Eu Sou', com uma coreografia incrível no clipe e um medley 'Com você/Flashback'".

Mais do que lançar hits, a preocupação da BFF Girls é ser porta-voz da geração a que pertence. “A gente fala muito sobre aceitação e inclusão, abraçamos a bandeira da individualidade. É muito sobre união, mudança e autoaceitação. Esperamos que as pessoas nos ouçam”, diz Nassa.

Tudo isso está relacionado com os diversos ritmos já experimentados pela girl band pop. "Está cada vez mais uma coisa nossa e vai continuar sendo assim", afirma Castro, ao comentar a identidade eclética do grupo musical, recebendo apoio de Torres. "Estamos sempre mudando. Acho incrível essa diversidade."

Elas adiantaram que a próxima parte do DVD da banda terá participação do pagodeiro Dilsinho, o que mostra a vontade das cantoras de fazer parcerias musicais com artistas de diferentes gêneros musicais. Torres confirma esse desejo da BFF Girls, e deixa escapar que o sonho dela é cantar com a banda inglesa Little Mix.

Já Nassa pensa um pouco diferente da amiga. "Meu sonho é com a Juliette [participante do BBB 21]... brincadeira. Queria fazer [parceria musical] com todo mundo, mas sonho mesmo em fazer com a Billie Eilish, do jeito que ela quiser", conclui.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem