Música

Taylor Swift lançará regravação do álbum 'Fearless' para recuperar direitos autorais

'Processo foi mais satisfatório e emocional que poderia ter imaginado', diz artista

A cantora Taylor Swift
A cantora Taylor Swift - Valerie Macon-12.dez.2019/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Nova York
AFP

A cantora americana Taylor Swift anunciou nesta quinta-feira (11) que planeja lançar uma nova versão de seu segundo álbum "Fearless" em abril, cumprindo assim sua promessa de gravar seus primeiros seis álbuns novamente para ter o controle de direitos autorais.

A artista de 31 anos adiantou que o single principal do álbum, o hit "Love Story (Taylor's Version)", será lançado à meia-noite. "A maneira que eu escolhi fazer isso, espero que ajude a esclarecer de onde eu venho," Swift explicou em comunicado publicado nas redes sociais. "Esse processo foi mais satisfatório e emocional que eu poderia ter imaginado e me convenceu ainda mais a regravar todas as minhas músicas."

Além das 20 faixas originalmente incluídas no álbum "Fearless" de 2008 –que inclui os sucessos "You Belong With Me" e "Fifteen"– Swift disse que incluirá mais seis "nunca antes lançadas" nesta nova versão do álbum, com lançamento previsto para 9 de abril.

No verão de 2019, a Swift começou uma batalha pública com o magnata da indústria Scooter Braun depois que sua empresa adquiriu a ex-gravadora da artista, dando a ele uma participação majoritária nos "masters" de seus primeiros seis álbuns.

A disputa, aliada à determinação da cantora em regravar esses discos, abriu uma discussão sobre quem é o dono da obra de um artista, bem como as condições em que jovens talentos assinam seus contratos.

O selo Big Machine de Nashville lançou "Fearless" em 2008, um primeiro grande sucesso que mesclou pop e country que renderia a Swift quatro Grammys, incluindo melhor álbum do ano, e que vendeu mais de 10 milhões de cópias nos Estados Unidos.

Pouco antes da briga entre Swift e Braun se tornar pública, a cantora assinou um novo contrato com o grupo Universal Music que lhe deu o controle de suas músicas a partir de então.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem