Música

Cleo e Fábio Jr. lançam música de Fiuk durante BBB e não descartam parceria dos três

'Muito agoniante', dizem pai e irmã sobre o cantor no reality

O cantor e ator Fiuk lança single

O cantor e ator Fiuk lança single "Amor da Minha Vida" Well Naves/Divulgação

São Paulo

Tal qual outros famosos que passaram pelo Big Brother Brasil, o ator e cantor Fiuk, 30, aproveitou a visibilidade do programa para lançar música nesta quinta-feira (24). E por estar ainda confinado, o artista está contando com uma equipe de peso para fazer a divulgação: o pai, Fábio Jr., 67, e a irmã, Cleo, 38.

A canção "Amor da Minha Vida" foi disponibilizada em todas as plataformas digitais nesta madrugada e seu clipe, agora à tarde. Segundo Cleo, ela faz parte de projetos que Fiuk já desenvolvia antes de entrar no BBB e que foram reorganizados por causa do programa. "Ele queria lançar de qualquer jeito, então nós entramos para ajudar."

A composição foi feita por Fiuk, em parceria com Titto Valle e Lucas Nage, com a proposta de colocar na letra um pouco dos amores mais intensos de cada um deles. A ideia não era que as pessoas que inspiraram a canção soubessem que eram elas, mas que a música chegasse até elas de alguma maneira, explica Cleo, em conversa online com a imprensa.

O diretor do clipe, Caco Grandino, que se diz grande amigo de Fiuk, afirma que o BBB provocou uma correria pela finalização do projeto. “Criamos o novo roteiro em três dias, foi muito rápido. E estava voltando a fase vermelha [da quarentena], então tivemos que adaptar alguns lugares, mudar algumas ideias.”

No clipe, Fiuk caminha pelas ruas de São Paulo durante a noite se declarando e em busca do “amor de sua vida”, vivido por Gabrielle Joie, 22, que ficou conhecida por dar vida a Michelly na novela “Bom Sucesso” (Globo, 2019-2020). Os dois tentam se encontrar, mas pequenas decisões dificultam a união do casal.

Essa é a primeira música lançada por Fiuk desde 2016. Apesar disso, Fábio Jr. afirma que não é uma retomada da carreira musical, já que ele nunca parou. “Ele sempre esteve aí”, diz o pai do artista. "Quando você é multi, faz cinema, novela, música, pode dar essa sensação, porque tudo demanda tempo", completa Cleo.

Entre esses trabalhos citados por Cleo está a novela "A Força do Querer" (Globo, 2017), onde ele deu vida a Ruy e que está em reprise na faixa das 21h, e a participação dele no quadro Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão (Globo), em 2018.

Pai e irmã admitem, no entanto, que o lançamento enquanto Fiuk ainda está no programa pode ser positivo. “Essa visibilidade só vem a somar”, diz Fábio Jr. “Estar no BBB e lançar uma música linda, por que não unir as coisas? Mas ele já tinha muitos planejamentos. O que fizemos foi só reorganizar as coisas.”

ALTOS E BAIXOS AO VIVO

Desde que Fiuk afirmou no BBB 21 que tinha música para ser lançada durante o confinamento, muitos internautas especularam se a demora no lançamento --o programa completa um mês nesta quinta-feira (25)-- poderia estar relacionada ao mau desempenho do artista no programa.

Fiuk, que começou bem, ganhando imunidade do público já na primeira semana e mostrando seu lado “paz e amor”, recebeu críticas por se aliar a colegas como Karol Conká, 35, e Lumena Aleluia, 29, por pequenas implicâncias e comentários depreciativos, principalmente a Juliette Freire, 31, e por sua militância exagerada.

A volta por cima aconteceu na última semana. Fiuk ficou revigorado e mostrou força aos colegas ao retornar do Paredão, além de conseguir deixar a Xepa, ao ser chamado para o VIP pela líder, Sarah Andrade, 29. Mais confortável na casa, ele não se intimidou ao discutir jogo e disparou alfinetadas contra Karol.

Cleo, no entanto, afirma que esses altos e baixos do ator e cantor no programa não influenciaram o lançamento da música. Segundo ela, a demora foi provocada apenas pelo processo de produção e pós-produção. “Seria, mais ou menos, para agora mesmo”, afirma ela, que garante mais lançamentos de Fiuk, mas após o BBB.

“Ali dentro sempre vai ter um tempo ruim, em que você vai errar, mas acho importante ter atitude. Depois você acorda, ouve as pessoas ao seu lado, o legal é isso, crescer”, avalia Cleo, que completa ao afirmar ser “agoniante” assistir aos conflitos que acontecem com o irmão.

PARCERIA EM FAMÍLIA

Mesmo com os perrengues no programa, Cleo diz que apoiou Fiuk desde o início, quando ele decidiu se aventurar pelo reality. Mas também se preocupou pela exposição que ele sofreria: “É ser observado 24 horas, e muita gente já tem uma predisposição a julgar. Ver isso com seu irmão é difícil”, afirma.

Ainda assim, ela acompanhou Fiuk até na hora de contar ao pai, Fábio Jr., sobre o BBB. “Vieram os dois, o que eu poderia dizer”, diz o cantor, em tom de brincadeira, que o apoiou no final. “Eu falei: ‘você é um cara de bom coração, de boa índole. A questão não é ganhar ou não, é ser você mesmo. Dores vão acontecer, amores vão acontecer’.”

Mesmo com todo o apoio, tanto o pai quanto a irmã dizem que, por eles, Fiuk não iria para o programa. Se pudessem falar com ele por um minuto, hoje, Fábio Jr., chamaria o filho de volta para casa --Fiuk é filho da relação de Fábio Jr. com Cristina Karthalian, e mora com o músico desde os 12 anos.

Já Cleo, o aconselharia a seguir o caminho que está seguindo agora no jogo. “No começo, eu entendo foi por causa da TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção), você fica paranoico, com mania de perseguição, mas eu falaria para ele desconfiar desse sentimento de perseguição”, afirma ela, que espera vê-lo apenas após o fim do BBB.

Com toda essa união familiar, pai e filha não descartam uma possível parceria musical dos três agora. “Falamos muito sobre isso. Amo a ideia, a gente poderia fazer uma turnê junto, vamos tocar o terror”, brinca Cleo. Antes do BBB, eles já fizeram juntos o filme “Me Tira da Mira”, que deve ser lançado no final deste ano.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem