Música

Fotos inéditas da primeira turnê dos Rolling Stones serão exibidas em Londres

Imagens ficaram guardadas sob a cama do fotógrafo durante mais de 50 anos

Rolling Stones na frente de um táxi em lugar desconhecido, em 1963
Rolling Stones na frente de um táxi em lugar desconhecido, em 1963 - Gus Coral/Reuters
Londres

Uma série de fotos em preto e branco da época da primeira turnê de shows dos Rolling Stones, em 1963, será vista pelo público, pela primeira vez, em Londres neste mês. A exposição "Black & White Blues - Where it all Began" ficará no The Curtain entre 18 de novembro e 2 de dezembro.

As imagens, feitas em um estúdio de gravação londrino e em uma apresentação em Cardiff, no País de Gales, ficaram guardadas sob a cama do fotógrafo Gus Coral durante mais de 50 anos até ele decidir resgatá-las.

As fotos capturam o começo humilde de uma banda que se tornaria um nome conhecido em todo o mundo, e incluem uma foto dos músicos juntando dinheiro para uma corrida de táxi e uma pequena plateia esperando debaixo de chuva antes de eles e outros grupos da turnê subirem no palco galês.

 

Coral e alguns amigos foram de carro a Cardiff para gravar o show e tiveram acesso total.  O fotógrafo, que tinha 26 anos quando tirou as fotos, lembra de ter pensado na época que a banda iria longe.

"Obviamente... eu não sabia que eles durariam todos esses anos e seriam tão especiais, mas sabia que eram especiais. Estávamos saindo da Segunda Guerra Mundial e havia certas pessoas que eram meio que líderes na descoberta de um novo caminho, uma nova cultura para ir adiante. E eles eram um deles", diz.

Ao observar Mick Jagger e os colegas de banda Keith Richards, Bill Wyman, Charlie Watts e Brian Jones antes de gravarem "I Wanna Be Your Man" em Londres, Coral ficou impressionado com seu profissionalismo.

"[As pessoas] querem aquela coisa ‘destruímos o hotel e tínhamos uma fila de garotas de 16 anos esperando na porta. Não era nada assim. Era um homem sério fazendo um trabalho sério e fechando um contrato de gravação", diz.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem