Música

Marília Mendonça diz ter entrado em pânico ao receber convite para compor para Gal Costa

'Marília é uma cantora muito singular, diferenciada', diz Gal

Marília Mendonça se apresenta no Credicard Hall em São Paulo
Marília Mendonça se apresenta no Credicard Hall em São Paulo - AgNews

Fabiana Schiavon
São Paulo

Marília Mendonça, 23, se transformou na artista mais ouvida do país no ano passado com o álbum "Realidade", gravado ao vivo em Manaus. De lá para cá, a cantora resolveu surpreender os fãs e decidiu lançar novas composições durante alguns shows em algumas capitais brasileiras, entre elas  "Ciumeira" e "Sem Sal", que sempre estão entre as cinco mais nas plataformas de streaming e no YouTube. 

A ideia da cantora sertaneja é reunir essas gravações dos shows e lançar o DVD "Te Vejo Em Todos Os Cantos", ainda no primeiro de 2019. Ela já passou por​ Recife, Belém, Goiânia, São Luís, Fortaleza, e Palmas – nessa última cidade, ela lançou "Bye  Bye". Até o fim do projeto, serão 27 músicas inéditas. 

Esse novo formato de gravação de DVD permitiu a Marília Mendonça se dedicar a novos projetos, como os duetos com as baianas Ivete Sangalo  e Gal Costa. Uma das parcerias é a gravação de uma música composta por Ivete especialmente para Mendonça. A nova canção estará no novo DVD de Sangalo, que será gravado em dezembro no Allianz Parque, em São Paulo

Já com Gal Costa, Mendonça diz ter entrado em pânico ao ser convidada pela própria artista para escrever uma música. O convite surgiu quando Gal estava divulgando o DVD roqueiro "Estratosférica". "Fiquei sem reação. A princípio, ela queria apenas uma composição minha e, depois, veio convite para a participação no CD. Levei algumas semanas até responder e aí enviei algumas músicas. 'Cuidando de Longe', que havia escrito há alguns anos, foi uma das que eu mandei. E ela gostou."

​Gal Costa ainda propôs um desafio ao sugerir que a cantora transformasse a música sertaneja em um pop da disco music dos anos 1970. "Marília é uma cantora muito singular, diferenciada de todo o estilo sertanejo. Ela tem uma maneira única de compor e de cantar. Fora o talento. Junto com Marcus Preto [produtor do disco], tivemos a ideia de gravar uma sofrência, mas em ritmo de disco music. Ela mandou a canção e nós gravamos juntas nesse ritmo", conta Gal.

Marília Mendonça afirma que o novo arranjo foi uma surpresa para ela. "Adorei o estilo disco music. A produção da música ficou com a equipe de Gal, e gravamos apenas as vozes. Quando ouvi a versão final, amei! Em pouco tempo de conversa já nos tornamos melhores amigas”, rememora Maríilia, aos risos.

"Acho que esse clima gostoso da gravação refletiu na música, foi supernatural. Fiquei extremamente feliz e honrada com essa parceria", completa a artista.

Além da participação de Mendonça, o novo álbum de Gal Costa tem um dueto dela com Maria Bethânia, e composições de Djavan, Guilherme Arantes, Adriana Calcanhotto, Gilberto Gil, Erasmo Carlos e Hyldon.  ​

 
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem