Multitela

Documentário 'José e Pilar', que fala sobre o escritor José Saramago, estreia na TV paga

Confira destaques da programação desta quinta-feira (6)

José e Pilar
José e Pilar - Divulgação

Tony Goes
São Paulo

Os últimos anos de vida de José Saramago (1922-2010), vencedor do Nobel de Literatura em 1998, são o assunto do documentário "José e Pilar", de Miguel Gonçalves Rodrigues. O escritor português aparece em sua casa na ilha de Tenerife, nas Canárias, ao lado de sua mulher, a espanhola Pilar del Rio, ou viajando pelo mundo para conferências e lançamentos de livros. O longa representou Portugal na disputa pelo Oscar de melhor filme em língua estrangeira, em 2011.

Curta!, 21h, livre


Mary Shelley

Em 1816, em uma casa às margens do lago Léman, na Suíça, quatro autores ingleses fizeram uma aposta: quem seria capaz de escrever a história mais aterrorizante? Entre eles, estavam os poetas Lord Byron e Percy Shelley —mas quem se saiu melhor foi a mulher deste último, a jovem Mary, que produziu nada menos do que o clássico “Frankenstein”. Nesta cinebiografia de viés feminista, a escritora é vivida pela atriz Elle Fanning (“Demônio de Neon”).

Netflix, 14 anos

 

Chapolin

Mesmo com as incessantes reprises no SBT, os seriados “Chaves” e “Chapolin” ainda têm episódios inéditos no Brasil. Ou melhor, tinham: o Multishow está exibindo alguns deles nesta semana. Nesta quinta (6), é a vez de “Onde Está Clarissa”, de “Chapolin”; já no sábado (8), será a de “Exibição de Ioiôs”, de Chaves. 

Multishow, 23h45, livre


No Gargalo do Samba

Nereu Gargalo, pandeirista do lendário Trio Mocotó e um dos pioneiros do samba-rock, tem sua trajetória contada neste documentário de Águeda Amaral, em que músicos e críticos falam de sua influência.

TV Brasil, 23h45, livre


Trama Fantasma

Na década de 1950, um estilista britânico se encanta por uma garçonete e a transforma primeiro em modelo, depois em sua esposa —mas há algo de muito neurótico na relação entre os dois, além de uma relação conturbada com a irmã, seu braço direito no comando da casa de moda. Esse drama psicológico dirigido pelo americano Paul Thomas Anderson (“Sangue Negro”) foi indicado a seis categorias no Oscar deste ano, incluindo a de melhor filme e a de melhor ator (para Daniel Day-Lewis, que afirma ter vivido no longa o seu último papel no cinema), mas só levou a estatueta de figurino. 

Telecine Premium, 15h40, 12 anos

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem