Humanos

Internautas usam desafio do balde de gelo para cobrar dinheiro uns dos outros

"Fui desafiada pelo Luis Felipe, que ainda me paga. Como eu não tenho R$ 100 para dar para ele, vamos lá", diz Mariah antes de ter um balde de água gelada entornado na sua cabeça. A cena, seguida por imagens da jovem estudante tremelicando de frio e xingando um bocado, pode ser vista nas redes sociais.

"Vou desafiar o Dani, o Porquinho Flavinho e o Rafael Bruno. E já sabe, é 24 horas ou R$ 100 no meu bolso", avisa ele, antes de virar um saco de gelo dentro de um balde de gordura vegetal e se encharcar com o conteúdo.

Internautas deturparam o desafio do balde de gelo e passaram usá-lo para cobrar dinheiro uns dos outros em vez de doarem quantias a entidades de apoio à doença ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica).

Crédito: Reprodução Perfil de jovem que desafiou os amigos a fazerem o desafio do balde de gelo (ou pagar R$ 100 a ela)
Perfil de jovem que desafiou os amigos a fazerem o desafio do balde de gelo (ou pagar R$ 100 a ela)

"Não sabia que era pra dar dinheiro pruma ONG. Sempre pensei que fosse uma aposta. Kkkkkk", disse por mensagem Suzane, outra internauta que pediu para não ter o sobrenome divulgado por motivos de: "vai que me xingam na internet?".

O F5 procurou outros cinco autores de vídeos que desafiavam amigos exigindo R$ 100 para quem não realizasse a tarefa em 24 horas. Nenhum deles topou falar.

Crédito: Reprodução Comentários cobrando dinheiro de quem não topar o desafio
Comentários cobrando dinheiro de quem não topar o desafio

O desafio do balde de gelo nasceu se popularizou em julho de 2014. Sua regra é clara: quem fosse desafiado e cumprisse a tarefa teria de doar US$ 10 à causa da ELA. Quem não postasse nas redes sociais um vídeo se ensopando, 24 horas após o desafio, teria de US$ 100.

Famosos como Neymar, Gisele Bündchen, Valesca Popozuda, Fátima Bernardes, Luciano Huck, Angélica, Emma Stone, Britney Spears, Adam Sandler, Jennifer Lopez, Lady Gaga toparam o desafio, que levantou mais de US$ 100 milhões (R$ 224 milhões) -para a causa nobre, não se sabe quanto para o bolso alheio.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias