Estilo

Saiba quem é Bruno Poczinek, policial 'princeso' eleito Mister Brasil 2017

Bruno Poczinek trabalha como policial militar em Joinville e foi eleito Mister Brasil 2017
Bruno Poczinek trabalha como policial militar em Joinville e foi eleito Mister Brasil 2017 - Wagner Vieira/Divulgação


Chamado pelos colegas de profissão de "Princeso da Guarnição", o policial Bruno Poczinek, 28, foi eleito na última segunda (11) Mister Brasil 2017. Lotado no 8° Batalhão de Joinville (SC), Poczinek afirma que se candidatou no concurso depois de ser achado por um olheiro e de incentivos de alguns amigos. 

"Sempre levei tudo na brincadeira. Pessoal brincava comigo, mas nunca sofri nenhum tipo de preconceito. Eles me chamavam de policial modelo, princeso da guarnição e modelete", diz Poczinek, aos risos.

PRÊMIO F5: Saiba quem são os indicados e vote nos seus artistas preferidos de 2017

Natural de Guarapuava, cidade do interior do Paraná, Poczinek afirma que nunca pensou em ser modelo, muito menos em participar de concursos de beleza. Ele diz que antes de ser policial era personal trainer até passar no concurso da polícia em Joinville, em Santa Catarina, há cerca de quatro anos.

 "Trabalho como policial há quatro anos atendendo a todo tipo de ocorrência. Meus amigos sempre falavam para tentar ser modelo porque era muito abordado na rua, mas nunca quis. Sempre tive curiosidade, mas o que gosto mesmo é ser policial."

Solteiro, o pisciano de 1,93 e 99 kg diz que agora terá que conciliar a função de policial militar e com a de Mister Brasil. Poczinek afirma que continuará no batalhão e que levará o título de mister como um hobby.

"Gosto do que eu faço e no momento não penso em deixar a polícia para seguir a profissão de modelo. Já recebi algumas propostas, mas sempre quis ser policial.  Uma agência já entrou em contato comigo para vir morar em São Paulo, mas recusei."


Caso Poczinek desista do seu reinado, o título de Mister Brasil vai para Helder Aquino, mister Goiás. "Foi uma surpresa, não esperava isso tudo e fiquei muito feliz." O policial disse também que quer aproveitar o título para promover ações beneficentes na cidade onde mora. "Não pretendo usar isso para ganhar dinheiro ou ficar famoso, mas para ajudar criança e morador de rua." 

SOBRE O CONCURSO

Criado em 1932, o Mister Brasil é organizado pelo Sindicato Pró-Beleza, que promove seletiva nos Estados e Distrito Federal para, enfim, selecionar o vencedor, que passará um ano como o mais belo do país. 

Com apresentação de Lucas Mesquita (Gavião, do programa "Domingo Legal") e  Flor (do programa "Silvio Santos") o concurso contou com 28 participantes. Houve o tradicional desfile com traje de banho e os dez mais belos foram selecionados para o desfile de gala.

De acordo com Márcio Michelasi, presidente do sindicato, a ideia do concurso é promover a "linguagem da paz social, do bom comportamento, etiqueta, educação complementar, dentre outros assuntos de interesse social e da categoria dos profissionais da beleza".

Além da faixa e da coroa, o Mister Brasil também participa de viagens pelo Brasil e até pelo mundo. Como embaixador da beleza, o Mister Brasil deve visitar escolas, creches, asilos e participar de programas sociais, como promover a "Beleza do Bem".


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem