Diversão

No aniversário de sua 1ª publicação, Mauricio de Sousa anuncia abertura de seu estúdio para fãs

Visitas começam em 7 de agosto pelos seus 60 anos de carreira

Maurício de Sousa, a mulher, Alice, e os personagens da Turma da Mônica
Mauricio de Sousa, a mulher, Alice, e os personagens da Turma da Mônica - Divulgação
 
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Fernanda Pereira Neves
São Paulo

Como nascem as histórias da Turma da Mônica? Essa é uma pergunta que os fãs terão respondida a partir de 7 de agosto, quando o estúdio do cartunista Mauricio de Sousa, na região da Lapa, zona oeste de São Paulo, abre suas portas para a visitação de fãs. 

O anúncio foi feito nesta quarta (18), dia em que o cachorro Bidu, primeiro personagem do cartunista, completa 59 anos. Nem azul ele era ainda quando saiu de uma caixa para encontrar seu dono, Franjinha, na publicação de 1959 da Folha —até então, Sousa trabalhava como repórter policial no jornal. A Mônica, personagem mais famosa e que hoje dá nome a turma animada, nem existia ainda —apareceu só na 18ª tirinha. 

Segundo Sousa, as visitações são um pedido antigo dos fãs, de idades variadas, que enviam cartas, emails e telefonam para saber detalhes da produção. “Muita gente acha que Mauricio faz tudo sozinho”, brinca sua mulher, Alice, que diz existir há mais de 50 anos a ideia de abrir o espaço para receber escolas e fãs. 

Com a mudança do estúdio para um complexo comercial na Lapa, o projeto finalmente vai virar realidade e os fãs poderão visitar o local, que inclui um pequeno museu da história do cartunista, uma apresentação em vídeo e um passeio pelos vários setores de produção, vendo os artistas desenvolverem roteiros, desenharem e colorirem. 

O projeto é parte das comemorações pelos 60 anos da Mauricio de Sousa Produções, comemorado no ano que vem. 

“O mais importante é a criança ver, perceber, constatar que quem faz as histórias são gente como eles. É uma questão, para aqueles que estiverem estimulados, de prosseguir, estudar, se preparar e chegar ao seu objetivo profissional no desenho, na animação e, de repente, até trabalhar conosco”, afirma Sousa.

Os passeios serão monitorados e acontecerão de terça a quinta, sempre em dois turnos, das 10h às 11h30 e das 14h30 às 16h. Os ingressos serão vendidos pela internet e custarão R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia), havendo ainda a possibilidade de combos com desconto para famílias e grupos —não serão permitidas crianças de até cinco anos.  

Já houve visitação no estúdio anterior do cartunista, mas faltava infraestrutura, como banheiro e copa. “Quando as crianças iam visitar o local, os funcionários não podiam usar o elevador. Nem cabia todo mundo dentro do elevador”, brinca Alice. Com a nova estrutura, a expectativa é receber 4.000 neste segundo semestre. 

Atualmente, o estúdio produz em torno de 1.500 páginas por mês, trabalhando com uma margem de três meses de antecedência. São oito revistas mensais (Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali, Chico Bento, Turma da Mônica, Turma da Mônica Jovem e Chico Moço), cinco almanaques bimestrais, três trimestrais, além do Almacacão, Saiba Mais, Um Tema Só e Clássicos do Cinema. 

“Claro que tem alguns buracos negros no estúdio, aqueles com projetos supersecretos, mas deve ser 1% ou 2% do total. O restante, teremos prazer em mostrar para todos”, afirmou Sousa, que justificou a curiosidade dos fãs pela grande circulação de suas revistas no país, chegando a “ensinar crianças a ler”.

Também no início de agosto, o cartunista vai lançar junto a Ziraldo um livro reunindo pela primeira vez seus famosos personagens Mônica e Menino Maluquinho.  “Mônica e o Menino Maluquinho na Montanha Mágica” (Melhoramentos) será lançado na Bienal do Livro de São Paulo no próximo dia 4. 

Turma da Mônica e Menino Maluquinho junto
Turma da Mônica e Menino Maluquinho junto - Divulgação
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias