Tony Goes

Gabriela Pugliesi mostrou que não está nem aí para a saúde de ninguém

Blogueira perdeu patrocinadores após divulgar que deu festa em plena quarentena

A influenciadora Gabriela Pugliesi
A influenciadora Gabriela Pugliesi - @GabrielaPugliesi no Instagram

Os influenciadores digitais são um fenômeno planetário. Começaram a surgir há pouco mais de uma década, e muitos deles não demoraram a ficar ricos e famosos. São muito diferentes entre si, claro, mas a maioria tem algo em comum: são jovens falando diretamente a outros jovens, às vezes de assuntos que não têm muito espaço na grande mídia.

Aqui no Brasil, explodiram fenômenos como Felipe Neto, Whindersson Nunes e Kéfera Buchmann. Numa escala um pouco menor está Gabriela Pugliesi, a mais bem-sucedida das milhares de blogueiras fitness que pululam na internet.

Pugliesi arregimentou uma legião de seguidores no Instagram dando dicas de alimentação e exercícios físicos. Não tem diploma em nutrição nem em educação física, mas sua melhor credencial é seu corpo esculpido: foi gordinha na adolescência. Uma "história de superação" de enorme apelo popular.

Teve alguns problemas, é verdade, com nutricionistas e treinadores de verdade. Foi esperta e se cercou de profissionais certificados quando criou seu blog e seu canal no YouTube. Polêmicas à parte, uma coisa é certa: a moça é boa de câmera. Simpática e desenvolta, Gabriela Pugliesi tem todo o potencial para ser uma ótima apresentadora de TV –como, aliás, quase todos os influenciadores de sucesso.

Pugliesi atraiu tantos anunciantes e ganhou tanto dinheiro que se tornou conhecida fora de seu universo imediato. Virou garota-propaganda de si mesma, postando fotos de férias nas Maldivas e outras ostentações. E se deixou contaminar pelo vírus que aflige muitos famosos da era digital: a autoexposição eterna. A vida vira um reality show, que precisa ser compartilhada em tempo real.

No começo de março, Gabriela Pugliesi foi uma das primeiras celebridades brasileiras a contrair o novo coronavírus. A infecção se deu na festa de casamento de sua irmã em Itacaré, na Bahia, de onde muitos convidados saíram infectados. A doença, por incrível que pareça, apresentou uma oportunidade para a blogueira trazer mais credibilidade e respeito para sua marca pessoal: um drama médico, vivido por alguém que prega um estilo de vida saudável.

Pugliesi desperdiçou essa oportunidade. Primeiro, ao agradecer aos céus por ter tido Covid-19. "As coisas não acontecem por acaso, e acho que Deus nunca vai abandonar ninguém", disse ela num vídeo. É mais do que compreensível ela se sentir grata por ter sobrevivido sem maiores sequelas. Mas chama a atenção a falta de sensibilidade de soltar uma declaração dessas justo quando a enfermidade já avançava sobre o Brasil inteiro, matando gente de todas as idades.

Neste domingo (26), a musa fitness passou recibo de que vive mesmo em uma bolha. Reuniu amigos para uma barulhenta comemoração na noite de sábado (25) –e nem foi a primeira vez durante esta quarentena, garantem alguns de seus vizinhos. Ao longo da madrugada, achou que seria ótima ideia divulgar imagens da festinha nas redes sociais. Arrematou com um brinde onde brada, diante das câmeras, “foda-se a vida!”.

Pegou mal para burro, é óbvio. Logo mais à tarde, Gabriela Pugliesi soltou outro vídeo, desta vez, pedindo desculpas. Levou uma jantada épica de Tatá Werneck. E perdeu vários de seus patrocinadores, que não querem ser associados a uma pessoa que prega uma coisa e, na prática, faz outra.

O tsunami de negatividade atingiu algumas de suas convidadas, que também perderam patrocínios. Para pelo menos uma delas, foi bem feito: a também influenciadora Bárbara Brunca revelou-se ainda mais sem noção que sua anfitriã, ao dizer que “quem sai para ir à padaria não tem moral para criticar”.

No mundo inteiro, são inúmeros os casos de vlogueiros que meteram os pés pelas mãos ao fazer ou falar besteira. Gabriela Pugliesi não foi a primeira nem a última a achar que, protegida pela fama e fortuna, teria carta branca para agir feito uma babaca.

Culpa nossa, que demos ouvidos, dinheiro e até votos a quem não tem competência para muita coisa. Gabriela Pugliesi investiu com força contra o próprio "branding", mostrando que não está nem aí para a saúde de ninguém. Nem mesmo a própria. Não precisávamos disto –já basta o sociopata que colocamos no Planalto.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem