Bom de Garfo

Bebida com frutas e bolo de mandioca fazem restaurante de português virar sucesso na Lapa

Restaurante Família Lobatos tem comida caseira e caipirinhas

Destaque da casa, a caipirinha de três limões leva pouco açúcar, o que dá equilíbrio à receita
Destaque da casa, a caipirinha de três limões leva pouco açúcar, o que dá equilíbrio à receita - Otavio Valle/Folhapress

Descrição de chapéu Agora

"Ó, Nazaré! Manda mensagem para o Alberto. Diga que saiu o bolo de aipim, ó pá!”, avisa o português José Antônio Lobato, 57, proprietário do aconchegante Família Lobatos, na Vila Romana (zona oeste). Localizado na movimentada esquina das ruas Aurélia e Faustolo, o restaurante é realmente familiar, fazendo jus ao próprio nome. A comida tem gosto caseiro mesmo.

Além do tradicional cardápio paulistano, a casa oferece salgados e bolos feitos na própria cozinha. Algo raro, uma vez que a tendência para restaurantes deste porte é comprar quitutes de fornecedores, muitos deles industrializados.

Sem gastar muito (R$ 15, 12 unidades), você pode sapecar uma porção de minipastéis de carne e queijo bem recheados. Ou provar o apetitoso bolo de mandioca, que custa apenas R$ 3 a fatia. Aliás, não sei se o tal Alberto comeu seu quinhão, mas o confeito acabou rapidinho!

Lobato chegou a São Paulo em 1977. Logo se apaixonou pelo Corinthians, que, na ocasião, acabara com um incômodo jejum de 23 anos sem títulos. Outra paixão que conquistou o português de Melgaço, região do Minho, foi a brasileiríssima caipirinha. E são justamente suas caipirinhas que fazem enorme sucesso na casa.

A opção com três limões e pimenta é simplesmente divina. É tão suave e harmoniosa que num piscar de olhos você já engatou a segunda dose do drinque.

A bebida é preparada com limões dos tipos taiti, rosa e siciliano. Ainda há o toque especial da pimenta-dedo-de-moça. “Um grupo de amigos que frequentam nosso restaurante, chamado de ‘Os Cerca-Frango’, num de seus encontros aqui tomou 42 caipirinhas”, conta Lobato, cheio de orgulho do coquetel.

Há grande variedade de sabores, como a também suave “mix de frutas”, que leva limão, carambola, maracujá, uva e morango. Os drinques podem ser feitos com cachaça ou com vodca nacional ou importada. Os preços variam entre R$ 10 e R$ 35.

Mas nem só de caipirinhas vive a casa, ora pois! Duas iguarias atestam a origem lusitana do proprietário do estabelecimento: a sardinha escabeche e a caldeirada de bacalhau. Já tive a sorte de provar a sardinha: leve e bem temperada. Duas unidades saem por R$ 7 e são servidas acompanhadas de fatias de pão.

Elas são um belisco perfeito para ser comido enquanto é tomada uma cervejinha gelada. Estes acepipes (petiscos) são feitos sazonalmente, mas se houver vontade de comê-los, não é nada que um telefonema para o Lobato não resolva!

Restaurante e Cachaçaria Família Lobatos

  • Quando De seg. a sáb., das 7h às 22h
  • Onde R. Faustolo, 1.284, Vila Romana
  • Contato tel. (11) 3637-6337

Bom de Garfo

Otavio Valle, 46, é formado pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) e pós-graduado em fotografia pelo Senac, mas a vida de jornalista o fez especialista em "botecologia", pela universidade "Bares da Vida".

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem