Alexa Salomão

BBB 20: Babu disse tudo: 'Cala a boca e escuta, veio'

'Chegou a hora de as mulheres terem voz', afirmou brother em discurso aos homens

Babu Santana está no Camarote do BBB20 - Victor Pollak/TV Globo

Quem diria: BBB tem função social. Emplacou mesmo, sem o menor esforço, o debate da agenda de gênero e de costumes.
 
Ouvir Babu explicando para os colegas como opera a hegemonia do homem branco rico foi, como bem definiu Felipe Neto no Twitter, uma faculdade. Vale aspa.
 
“Chegou a hora de as mulheres terem voz. Quando a gente não entende o questionamento delas –e isso é uma coisa que uma amiga minha ensinou– cala a boca e escuta. Cala a boca e escuta, veio. E mesmo que você esteja contrariado por dentro, peça desculpas e vai refletir, porque é muito difícil sair da posição de privilégio. É o que eu falei lá: estar num lugar que tem a melhor carne, a melhor comida, os melhores temperos nos traz uma proposição de conforto que não nos deixa enxergar muita coisa.”
 
A cena era maravilhosa. Babu, negro, gordo, dizendo a verdade para os brancos fisiculturistas mudos. Não foi só isso. A eliminação de Petrix com mais de 80% dos votos também é recado na mesma linha.


 
Petrix vinha de uma sequência de gestos dúbios no contato físico com as colegas nas festas da casa.
Primeiro, parecia que tinha segurados os seios de Boca Rosa, quando ela havia ingerido doses altas de álcool. Depois, na sequência de outra festa, ele teria roçado as partes íntimas na cabeça de Flayslane, que também tinha exagerado na bebida.
 
Não tem coisa mais asquerosa que homem roçando na gente em festa. Ele ser lindo e gostoso não lhe dá esse direito.
 
Com os homens, ele foi mais enfático: macho alfa de manada. Na corrida para atender o Big Fone, passou por cima de Pyong, que, sim, tem metade do tamanho do ginasta. Deu o capote sem dó.

Petrix foi informado pelo telefone que teria de indicar alguém para o paredão, e escalou o agredido que ainda mancava. Na primeira chance, o público respondeu à altura e mandou Petrix seguir o seu caminho.
 
Empatia é um atributo das sociedades civilizadas. Um novo grupo, que confunde verborragia, grossura e falta de educação, tenta escantear esse atributo mais elevado do convívio nacional, muito por influência que vem de cima, de um presidente da república com um histórico longo de manifestações machistas.
 
Pelo termômetro do BBB20, não haverá imposição dessa nova tendência sem o devido debate.

Alexa Salomão

Editora de Mercado.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem