Cinema e Séries
Descrição de chapéu Cinema

Luccas Neto aposta em aventura musical ambientada em sítio em 'O Mapa do Tesouro'

Oitavo filme do influenciador estreia na próxima sexta nas plataformas digitais

Cena do filme: Luccas Neto em: o Mapa do Tesouro
Cena do filme: Luccas Neto em: o Mapa do Tesouro - Sofá Digital/Divulgação
São Paulo

O oitavo longa-metragem de Luccas Neto, 28, estreia na sexta-feira (28) com produção, roteiro e financiamento bancados pelo próprio influenciador, que também estrela a fita. Bastante conhecido do público infantil, ele aposta desta vez numa aventura musical ambientada em um sítio.

Em "Luccas Neto em: O Mapa do Tesouro", Luccas e a irmã fictícia, Gi (Giovanna Alparone), descobrem que o sítio da avó terá de ser vendido por causa de uma dívida. Eles, então, resolvem procurar um baú cheio de riquezas que teria sido escondido pelos antepassados deles, enquanto evitam que um vilão coloque as mãos no tesouro antes.

A produção, de acordo com o material de divulgação, mescla humor, conhecimento e mensagens socioeducativas. O foco é o entretenimento de crianças e famílias. A classificação indicativa é livre.

"Este novo filme traz humor, aventura e uma mensagem importante sobre valorizar a família", afirma Luccas. "Temos investido 100% em produções nacionais e fico feliz de ter mais um lançamento na TV neste momento difícil, para que as crianças possam se divertir em casa."

O irmão de Felipe Neto é dono do Luccas Neto Studios, que foi responsável pela produção e pelo investimento. A empresa afirma que o estúdio gera, ao todo, cerca de 100 empregos e centenas de empregos indiretos. Dirigido por Lucas Margutti, o filme estará disponível nas plataformas Claro Now, Vivo Play, Apple TV, iTunes, Google Play, Sky Play e YouTube.

De acordo com a plataforma Filmmelier, Luccas Neto tem quatro filmes na lista dos 20 mais assistidos nos streamings brasileiros. Antes deste, ele havia lançado "Luccas Neto em: O Fim do Natal" em dezembro de 2019.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem