Cinema e Séries

'Game of Thrones' estreia última temporada com orçamento recorde; fãs tentam adivinhar final

Apesar do fim, livros e séries derivadas vão manter saga viva

Daenerys Targaryen e Jon Snow, interpretados pelos atores Emilia Clarke e Kit Harington, em cena da última temporada de ‘Game of Thrones’
Daenerys Targaryen e Jon Snow, interpretados pelos atores Emilia Clarke e Kit Harington, em cena da última temporada de ‘Game of Thrones’ -  Divulgação

Fabiana Schiavon
São Paulo

Estreia neste domingo (14) a oitava e última temporada da série “Game of Thrones” (HBO), saga inspirada na coleção de livros, “As Crônicas de Gelo e Fogo”, do escritor americano George R. R. Martin. Por seu sucesso, a história da produção de TV avançou e está à frente do que foi retratado nos livros.

Para encerrar com glórias, os produtores investiram mais de US$ 15 milhões (R$ 58 mi) em cada um dos seis episódios finais, segundo a revista americana Variety. O máximo que uma produção de TV já gastou foi US$ 10 milhões (R$ 38,6 mi). Um dos exemplos é o sucesso “The Crown”, da Netflix, que narra a trajetória da rainha Elizabeth da coroa inglesa.

No início da sétima temporada, segundo a revista Forbes, mais de 16 milhões de pessoas acompanhavam “Game of Thrones” em todas as plataformas e a produção já havia lucrado US$ 1,6 bilhões (R$ 6,1 bi). 

A saga retratada em um mundo fictício medieval mistura cenas épicas de guerras a muita violência e uma dose de fantasia e magia. De forma perversa, muitos reis e líderes lutam pelo direito de controlar os Sete Reinos da região fictícia de Westeros e poder sentar no Trono de Ferro.

Sites e blogs nacionais e estrangeiros já tentam adivinhar quais serão as possíveis mortes da última temporada e revelar cenas e fatos escondidos em trailers. Fotos dos cenários divulgadas em redes sociais por fãs dão a certeza de uma grande guerra em Winterfell.

O primeiro reino que caiu, será reconstruído, mas acabará novamente em chamas, segundo o site “The Winter Is Coming” (“O Inverno Está Chegando”), do americano Dan Selcke, escritor e fã da série. “Temos um time de colaboradores e estamos sempre de olho em todas as redes sociais, lendo todas as entrevistas, mas a HBO tem sido muito cuidadosa. Apesar de alguns pequenos vazamentos, é muito difícil dar a certeza de algo que vai acontecer nessa última temporada”, afirmou.

Ana Carol Alves, 30, fundadora do site Gelo e Fogo, fez da série seu trabalho. A página que ela mantém é uma fonte tão completa de informações que ela foi procurada por doutorandos para falar sobre o tema. “Li e reli todos os livros, revejo a série e estou o tempo todo à procuro de pautas e informações, a série me inspirou a estudar música e dramaturgia”, conta Ana Carol, que vê nos livos e na série produções totalmente distintas.

“São histórias totalmente diferentes, por isso, os finais de cada personagem também devem ser. Os livros serão sempre superiores à série. Gosto da produção musical, do figurino do programa de TV, mas acho que os roteiristas pecaram ao fazer algumas escolhas”, afirma ela. 

Com o fim da última temporada da série, Ana diz que pretende se dedicar a outros trabalhos. “O site fica no ar porque ainda terão mais dois livros e algumas produções spin-offs estão por vir”. A primeira produção derivada se chama “A Long Night” (em tradução livre, “Uma Noite Longa”), que vai contar uma história que vem antes do que aconteceu na série. 

CANAL LIBERADO

Com a estreia da oitava e última temporada de "Game of Thrones", as operadoras vão liberar o sinal do canal para não assinantes da HBO. As operadoras  Net, Oi TV, Claro, Vivo TV e Sky divulgaram que vão deixar o sinal da HBO aberto de 12 a 14 de abril para que todos possam acompanhar o primeiro episódio de “Game of Thrones”.

A própria HBO chegou a liberar as duas temporadas de graça no seu aplicativo HBO GO, mas o prazo acabOU nesta sexta-feira (12). No entanto, quem assinar o aplicativo agora terá um mês de graça curtir a série e outras produções do canal, antes de pagar a primeira mensalidade.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem