Cinema e Séries

Idris Elba substitui Will Smith em 'Esquadrão Suicida' e diz que não deseja ser James Bond

Ator diz que não gostaria de ficar marcado por papel de espião

Idris Elba no lançamento da série "Turn Up Charlie"
Idris Elba no lançamento da série "Turn Up Charlie" - Amu Sussman/AFP
São Paulo

Após ser cotado para ser o próximo James Bond, o ator Idris Elba, 45, afirma que não gostaria de ter a sua carreira marcada com um papel tão forte. Ele aceitou outro convite, no entanto, o de substituir Will Smith na sequência de "Esquadrão Suicida".

“É algo que me definiria pra sempre, me marcaria e possivelmente me impediria de realizar outros projetos”, disse o ator sobre o papel de 007, em entrevista ao New York Post. Se o ator aceitasse o convite, ele seria o primeiro James Bond negro da história.

Elba acerta na escolha do papel de Deadshot, já que a bilheteria de "Esquadrão Suicida" promete render alguns milhões, apesar de o primeiro filme ter sido um fracasso de crítica. Com Will Smith, Jared Leto e Margot Robbin, a produção de estreia arrecadou US$ 746 milhões (cerca de R$ 2 bilhões) em todo o mundo. 

O restante do elenco da sequência de "Esquadrão Suicida" ainda não está confirmado. A estreia mundial está marcada para agosto de 2021. Will Smith já está envolvido em outros projetos, como a filmagem da sequência "Bright 2", produção da Netflix.

Eleito o homem mais sexy do mundo no ano passado, Elba já está no elenco de um spin-off de "Velozes & Furiosos" e em uma adaptação para o cinema do musical "Cats", da Broadway. Ele ainda vai protagonizar a série da Netflix, "Turn up Charlie". 

ERRAMOS: O conteúdo desta página foi alterado para refletir o abaixo

Diferentemente do informado em versão anterior deste texto, a sequência de "Esquadrão Suicida" está marcada para agosto de 2021, e não de 2012.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias