Carnaval

Mangueirense, Alcione aceita convite para desfilar pela Portela

Enredo da escola azul e branca vai homenagear Clara Nunes

Alcione posa em sua residência, no Rio de Janeiro, para a coluna de Mônica Bergamo - Adriano Vizoni - ago.2018/Folhapress

Sarah Mota Resende
São Paulo

A cantora Alcione, 71, não será exclusiva da Mangueira, sua escola do coração, no Carnaval de 2019.

Marrom, que é mangueirense "roxa", vai deixar a rivalidade da avenida de lado para sair —também— pela Portela no desfile de Carnaval das escolas do Rio de Janeiro na Marquês de Sapucaí. 

O convite foi feito no sábado (2) pelo presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães. Neste ano, a escola entrará na avenida homenageando Clara Nunes (1942-1983), cantora por quem Alcione tem grande admiração. 

Chamado "Na Madureira Moderníssima, Hei Sempre de Ouvir Cantar uma Sabiá", o enredo da Portela vai relembrar o repertório musical de Clara Nunes, que chegou a puxar sambas da escola na avenida.

A canção da Portela feita para o desfie de 2019, inclusive, venceu a eleição de melhor enredo promovida pelo Observatório de Carnaval da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Já no desfile da Mangueira, Alcione será Dandara, mulher de Zumbi dos Palmares. O enredo da agremiação verde e rosa, "História pra ninar gente grande", vai homenagear heróis brasileiros.  

As duas escolas vão desfilar na mesma data, dia 4 de março. Enquanto a Portela será a terceira escola a entrar na avenida, a Mangueira será a sexta agremiação a desfilar. 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem