Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades
Descrição de chapéu Folhajus

Daniela Mercury processa Eduardo Bolsonaro por fake news

Cantora acusa deputado federal de difamação por causa de um vídeo divulgado em abril

Daniela Mercury diz que recebeu vários ataques após a postagem de Eduardo Bolsonaro - Celia Santos
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rio de Janeiro

Na última quarta-feira (15), Daniela Mercury, 56, entrou com uma ação criminal contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL). A cantora acusa o filho de do presidente Jair Bolsonaro de difamação depois de ter um vídeo divulgado nas redes sociais em abril, onde uma voz atribuída à cantora afirmava que Jesus Cristo era gay.

Na época, a cantora apontou que a publicação tinha sido uma montagem de suas falas durante uma show, no qual ela se referia ao cantor Renato Russo como "gay, gay, muito gay, muito bicha, muito veado, sim!".

Em sua publicação, Eduardo Bolsonaro, 37, disse que a fala ser referia a Jesus e afirmou que os "insultos de Daniela eram efeitos colaterais de abstinência da Lei Rouanet". Ele ainda colocou na legenda da publicação que o "Brasil não merece isso".

O deputado federal apagou a postagem após a repercussão negativa e, na época, a cantora relembrou que "fake news é crime" e que, ao criminoso, desejava "a lei". Segundo o colunista Ancelmo Gois, na petição assinada pela defesa de Daniela também são listados todos os ataques sofridos pela cantora depois da postagem de Eduardo. O caso está na 20ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem