Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades
Descrição de chapéu The New York Times

Rupert Grint fala de incertezas após 'Harry Potter' e sobre sua atual fase

Hoje em 'Servant', ator estará no próximo filme de M. Night Shyamalan

Astro de 'Harry Potter', Rupert Grint ganha seus próprios óculos Mark Sommerfeld/The New York Times

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Alexis Soloski
The New York Times

Rupert Grint, 33, cobriu o olho esquerdo com a mão e tentou ler as linhas superiores. "E, D, F, C, E, F", ele disse, lentamente. "Quase!", respondeu Marilyn Blumengold, vendedora na Moscot, uma loja de óculos no Lower East Side de Nova York.

Isso aconteceu em uma tarde nevada recente. Grint, que no momento está filmando a quarta temporada de "Servant", uma série de terror da Apple TV+, tinha chegado à cidade para um final de semana de folga, vindo de sua residência temporária em Filadélfia, com a intenção de passear um pouco e talvez fazer um exame de vista. Ele havia percebido um borrão em sua visão com o olho direito.

Mas a Moscot, que opera há mais de 100 anos, não tinha um optometrista de plantão aos domingos, e por isso Grint improvisou seu exame, se posicionando a cerca de seis metros de uma tabela de exame de vista nos fundos da loja. "Visão quase perfeita", disse Blumengold, em tom encorajador.

Satisfeito, por enquanto, Grint voltou sua atenção a escolher uma armação de óculos, caminhando timidamente pela loja, de um jeito despretensioso, sem pedir ajuda aos vendedores mas aceitando-a quando oferecida.

"Sou uma pessoa muito reservada, introvertida", ele disse. Grint estava fazendo sua vista à loja vestindo um terno Issey Miyake preto que um estilista tinha escolhido para a expedição. "Pijama esquisito", ele definiu o terno. "Para minha surpresa, fica bem em mim". O cabelo ruivo dele caía por sobre algumas das armações.

Grint parecia confuso. "Há tantas escolhas", ele disse, contemplando as prateleiras repletas de armações. Depois, repetiu a afirmação. "É bem ‘Harry Potter’", ele acrescentou, espontaneamente. "Como escolher uma varinha".

É um assunto que Grint com certeza conhece. Ele estrelou como Ron Weasley os oito filmes da série "Harry Potter". (A varinha de Ron? Salgueiro, com um núcleo de pelos de unicórnio.) Blumengold talvez soubesse disso, talvez não. Em dado momento, ela indicou um par de óculos pretos redondos, um modelo de US$ 300 (R$ 1.500) chamado Zolman, que parecia bem "potteresco". "Não", respondeu Grint educadamente.

Quando a série de filmes terminou, Grint estava preocupado com a possibilidade de não conseguir trabalho como ator adulto. Ele sabia como interpretar Ron, o amigo corajoso mas ansioso de Harry. Mas não sabia se era capaz de interpretar qualquer outro personagem. "Eu com certeza cheguei a questionar se não era tarde demais para escolher outra coisa", disse.

Grint comprou um caminhão de sorvete cor-de-rosa e branco, que dirigiu até a casa de sua família na zona norte de Londres no último dia de filmagem. Durante algum tempo, imaginou que aquele talvez pudesse ser um bom trabalho.

Mas depois de tirar um ano de folga, decidiu tentar um retorno como ator. Muitos roteiros semelhantes a "Potter" tinham sido enviados a ele naquele período –sempre para o papel de melhor amigo—, mas ele preferiu aguardar ofertas de personagens mais complexos, mais adultos. Trabalhou em uma peça de Jez Butterworth, aprendendo a curtir a disciplina do teatro, e estreou em "Snatch", uma série humorística sobre crime, no serviço de streaming Crackle.

Seu trabalho mais significativo depois de "Harry Potter" foi em "Servant", série criada por M. Night Shyamalan, um drama sombrio da Apple TV+ sobre um casal que contrata uma babá para cuidar de um bebê que na verdade é um boneco de terapia. (O bebê verdadeiro morreu em um acidente.) Grint interpreta Julian, o tio exigente do bebê. "O tema é bem difícil, especialmente se você tem um filho pequeno", disse Grint.

No meio da série, no segundo trimestre de 2020, a parceira de Grint, a atriz Georgia Groome, deu à luz a filha do casal, Wednesday G. Grint. "Ter uma filha em meio àquela história com certeza me fez compreender como perder um bebê pode ser doloroso", ele disse.

Wednesday o transformou em uma espécie de hipocondríaco, ele acrescentou. (Trabalhar em uma série na qual coisas tão terríveis acontecem a pessoas em quase todos os episódios –automutilação, autoflagelação, ser sepultado vivo– provavelmente não ajudou.) "Por isso quis fazer um exame de vista", ele disse. "Estou lentamente me conscientizando sobre quantas peças existem em um corpo".

O episódio final da temporada três vai ao ar em 25 de março, mas Grint já começou a filmar a quarta e última temporada da série. E não, ele não sabe qual será a reviravolta final na história. "É emocionante trabalhar assim", ele disse. (Deve mesmo ser. Ele já assinou para integrar o elenco de "Knock at the Cabin", o próximo filme de Shyamalan.)

Blumengold começou por lhe mostrar um modelo clássico da Moscot, o Lemtosh, uma moldura ovalada de acetato com uma cara de anos 50. Muitas das armações têm nomes em iídiche, ainda que "Lemtosh" só pareça vir desse idioma. Grint parecia confuso ao se olhar no espelho. "Muda sua aparência", ele disse. "Muda sua personalidade". Para o que, ele não estava certo. Mas sentia que já estava vendo um pouco melhor. "Muito bom", disse Blumengold. "Muito bonito".

Em seguida ele experimentou mais uma dúzia de armações de acetato, alternando entre modelos arredondados como o Genug ("bastante" em iídiche) e o Frankie, e retangulares como o Kitzel ("cócega") e o Shindig, um modelo retrô unissex. A maioria das armações custa em torno de US$ 300. "Tenho dificuldade para tomar decisões", ele disse. "Escolher é uma grande responsabilidade".

Depois de 40 minutos, ele decidiu pelo modelo Yukel ("bufão"), com armação espessa em estilo tartaruga na parte superior e armação metálica fina mais embaixo.

Blumengold criou um perfil de consumidor e o acrescentou ao arquivo de Grint, caso ele venha a precisar mesmo de óculos. Ele pode ligar para a loja, encaminhar os resultados dos exames e encomendar os óculos.

Mas Grint não queria sair de mãos vazias, e por isso decidiu escolher um par de óculos de sol. Depois de flertar com o Boychick (termo carinhoso em iídiche para um menino pequeno), ele retornou ao Lemtosh, com armação de acetato marrom e lentes marrons escuras. Afinal, Grint agora é um homem crescido.

Enquanto esperava que Blumengold fizesse o pacote, ele saiu para uma baforada rápida em seu cigarro eletrônico. Ao voltar, ela lhe deu um pano de limpeza para os óculos. "Essa vai ser a sua última palavra iídiche do dia", disse a vendedora. "Shmatte, um trapo".

Traduzido originalmente do inglês por Paulo Migliacci

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem