Celebridades

Nathália Dill celebra novo filme no cinema: 'A cultura e a arte estão vivas'

Atriz, que virou mãe na pandemia, se diz pronta para novos projetos

Cenas do filme "Um Casal Inseparável", com Nathália Dill e Marcos Veras Rachel Tanugi/Divulgação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

​Após tantas incertezas causadas pela pandemia, as produções artísticas estão aos poucos voltando e com elas atores, cantores e tantos profissionais que estavam parados. Novelas novas já se misturam às reprises, os cinemas estão em funcionamento e shows estão sendo produzidos, tudo com uma porção de protocolos.

Para a atriz Nathália Dill, 35, que lança o filme “Um Casal Inseparável” nos cinemas na próxima quinta-feira (2), o momento é para ser comemorado. “Para mim, é um ato de resistência voltar a ocupar espaços culturais, mostrar que seguimos aqui, fortes e atuantes, que a cultura e a arte estão vivas!.”

Em entrevista ao F5, Dill conta que a comédia romântica, que tem Marcos Veras, 41, dividindo o protagonismo com ela, foi gravada antes da pandemia e ajudou a atriz a se despedir da vilã Fabiana, de “A Dona do Pedaço” (Globo, 2019), com o clima divertido. “A gente gravava na praia, o que é um grande privilégio”, diz.

Na história, ela dá vida a Manuela, uma professora de vôlei de praia autoconfiante e independente, que se apaixona por Léo (Marcos Veras), que é um pediatra bem-sucedido, carismático e extremamente sedutor. Apesar do sentimento, os dois acabam se separando por um mal-entendido.

Para Dill, à primeira vista, Manuela e Léo não têm muito em comum, mas escolhem ficar juntos. “Isso que dá o tom do filme”, afirma ela. “Relacionamento é feito por duas pessoas. Então, não adianta você querer impor sua vontade. Cada um tem que ceder um pouco porque são os dois que fazem a coisa dar certo.”

“Mas isso não quer dizer que você tenha que abrir mão de quem você é, são coisas diferentes. É importante cada um ter seu espaço de individualidade, mas entender que é preciso construir um caminho em comum. É difícil muitas vezes, mas vale a pena”, continua ela, que está com o músico Pedro Curvello desde 2018.

“Um Casal Inseparável” não é o único trabalho de Dill para ser lançado nesse período de retomada. O filme “Incompatível”, estrelado por ela, ao lado de Gabriel Louchard e Giovanna Lancellotti, também deve ser lançado em breve, e a atriz afirma que já quer novos trabalhos, apesar de ter curtido muito esse período em casa.

Mesmo com as inseguranças e medos, o período de pandemia também foi de celebração para Dill, que se tornou mãe nesse em meio à pandemia. A pequena Eva completou oito meses neste sábado (28) e, segundo a atriz, mudou sua vida. “Uma transformação muito grande”, resume ela.

“Estou muito feliz com a chegada dela. Eva é uma criança tão tranquila, tão doce, que sorri muito. É um período de muitas novidades e descobertas, porque ela cresce muito rápido”, completa a atriz, que apesar de estar curtindo o momento diz estar pronta para voltar aos projetos artísticos.

“Já me sinto preparada, sim, para voltar ao trabalho. Amo trabalhar e quero voltar ao set. Por enquanto, ainda não tenho nada fechado, mas estou aberta a novos projetos sempre e pronta para trabalhar.”

"Um Casal Inseparável"

  • Quando Dia 9 de setembro
  • Onde Nos cinemas
  • Classificação 12 anos
  • Elenco Nathalia Dill, Marcos Veras, Totia Meireles, Stepan Nercessian, Ester Dias, Danni Suzuki e Junno Andrade
  • Produção Roberto Berliner
  • Direção Sergio Goldenberg
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem