Celebridades

Mark Zuckerberg diz que tem duas cabras com nomes Max e Bitcoin

Fundador do Facebook publicou fotos dos animais nas redes sociais

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook
Mark Zuckerberg, CEO do Facebook - via REUTERS
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Conhecido por ser reservado, o fundador e atual CEO do Facebook Mark Zuckerberg demonstrou ser fã do Bitcoin. Ele publicou na sua conta de Facebook, nesta segunda-feira (10), a foto de duas cabras com nomes de Max e Bitcoin.

Vários internautas fizeram comentários e memes com a publicação do CEO do Facebook. Um deles publicou o link de uma reportagem que dizia que Zuckerberg havia matado uma cabra com uma pistola a laser e servido em um jantar para o Jack. Outro postou a foto de uma cabra com flores nas orelhas e escreveu: “Essa é a minha cabra, mais fofa que a sua”.

Irritado, um internauta escreveu que o CEO do Facebook deveria consertar o “bug”, “problema técnico” no Instagram ao invés de tirar fotos de cabras. “Talvez normalize o alcance dessas histórias e postagens novamente. Inacreditável !”, escreveu.

LUCROS DO FACEBOOK

As receitas no primeiro trimestre de 2021 do grupo de redes sociais de Zuckerberg aumentaram 48%, para US$ 26,1 bilhões (cerca de R$ 139 bilhões), superando as previsões de analistas de US$ 23,7 bilhões.

David Wehner, diretor financeiro da companhia, disse que o crescimento da receita no trimestre foi impelido em particular por um aumento nos preços da publicidade, de 30% em relação ao ano passado —sinal de alta demanda—, e um aumento de 12% no "número de anúncios entregues".

Ele acrescentou: "Esperamos que o crescimento das receitas de publicidade continue sendo conduzido basicamente pelo preço durante o resto deste ano".

A receita líquida do Facebook saltou 94%, para US$ 9,4 bilhões (cerca de R$ 50 bilhões), ou US$ 3,30 por ação (R$ 17,62), muito acima das estimativas gerais de US$ 6,8 bilhões, ou US$ 2,34 por ação.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem