Celebridades

Paulo Gustavo é expressão da alegria brasileira, afirma Caetano Veloso

Famosos e amigos repercutem a morte do ator e humorista

Caetano Veloso publica foto com Paulo Gustavo
Caetano Veloso publica foto com Paulo Gustavo - Twitter
São Paulo

A morte de Paulo Gustavo, nesta terça-feira (4) após complicações provocadas pela Covid-19, deixou boa parte do país consternada. Caetano Veloso, Mônica Martelli, Fábio Porchat e outros artistas homenagearam o humorista em publicações nas redes sociais.

"Paulo Gustavo é a expressão da alegria brasileira", escreveu Caetano Veloso no Twitter. "Essa alegria que nos veio de fora em forma de fama, já que minha geração cresceu crendo no mito das "três raças tristes" de que nosso povo se teria formado."

"Nascido já depois da glória futebolística brasileira, do aumento de canções que falam de amores vitoriosos (da bossa nova a Roberto Carlos), do cinema que teve força crítica e, depois, domínio técnico e comunicação com o grande público —e da afirmação do alto nível de criação televisiva—, Paulo, esse poço de talento e gerador de prazer doado ao Brasil por Niterói, encarnou, em seu trabalho e em sua vida pessoal, essa alegria antes apenas mítica", continuou.

"É significativo que a notícia de que o perdemos chegue no dia em que se abre a CPI da Covid no Senado Nacional", disse. "O povo brasileiro, que encheu os cinemas para rir com Paulo Gustavo, está de luto. E deve revoltar-se contra os responsáveis por nossa vulnerabilidade frente à pandemia que nos tirou essa pessoa amada por representar nossa vocação para o SIM."

Amiga próxima do humorista, Mônica Martelli escreveu no Instagram que vai sempre se lembrar de Paulo Gustavo sorrindo, criando "e fazendo o Brasil gargalhar". "Meu irmão, eu te amo e para sempre vou te amar. Você foi muito bravo e agora pode descansar."

"Estamos todos com você e você está em todos nós. Pra sempre. Obrigado por tudo, meu amigo, meu irmão. Te amo. O Brasil te ama. O mundo perde um gênio do humor", escreveu Fábio Porchat.

A cantora Elza Soares declarou estar arrasada. "Na última mensagem que ele me mandou, dizia do medo de contrair essa doença, do medo de ser levado por ela", a artista contou. Segundo ela, Paulo lembrou de um selinho que os dois deram há muitos anos e prometeram renovar quando a pandemia acabasse. "Eu te amo, Paulo. Ainda vamos nos encontrar aí do outro lado do plano e poderei sentir um abraço seu".

"Muito obrigada, Paulo Gustavo, por cada gargalhada que você provocou em mim e em minha família, pela alegria, pelo deboche, pelo sorriso", disse a cantora Teresa Cristina.

"Deus escolhe a estrela que vai brilhar! Todos pudemos te ver e admirar! Alegramo-nos com tanto talento! Tivemos você! Deus, conforte nossos corações, console a família de Paulo!", disse Claudia Leitte.

A cantora Maria Rita citou uma frase da personagem Dona Hermínia para homenagear Paulo Gustavo: "Quando uma mãe perde um filho, todas as mães perdem um pouco também". Ela disse que, como mãe, perdeu também com a morte do humorista. "Meus profundos sentimentos à família, aos filhos (meu deus, os filhos), aos amigos, à nós todos".

"Luto. Dor e indignação", escreveu a atriz Luana Piovani nas redes sociais.

O apresentador Luciano Huck disse que os amigos não estavam preparados para a partida precoce do humorista. "Você tinha pressa, eu sei. Eram muitas ideias, planos, sonhos, piadas, amigos. E era muito, muito amor"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem