Celebridades

Kardashians não farão campanha para Caitlyn Jenner ao governo da Califórnia

Divórcio e divergências seriam o motivo para que a família se afastasse da política

Foto de Caitlyn Jenner
Caitlyn Jenner não terá as Kardashians ao seu lado na corrida ao governo da Califórnia, nos EUA - Valerie Macon/30.abr.2019/AFP
São Paulo

As Kardashians não estarão ao lado de Caitlyn Jenner, 71, na disputa ao governo da Califórnia (EUA). Os principais motivos seriam a maneira como ocorreu o seu divórcio com Kris Jenner, 65, e o posicionamento político da família, que é divergente.

Segundo fontes ouvidas pelo site norte-americano TMZ, Jenner já esperava que a família não fizesse parte de sua campanha. Ela é republicana de longa data, de orientação mais conservadora, e anunciou nessa sexta-feira (23) seu desejo em se tornar governadora.

As Kardashians tendem ao partido Democrata, e acompanharam a campanha de Hillary Clinton à Presidência dos Estados Unidos em 2016, quando ela perdeu para Donald Trump. Na mesma época, Jenner apoiou Donald Trump, que se sagrou vencedor no pleito.

Outro motivo que impediria a família de socialites de estarem junto a Jenner na campanha é como ocorreu o divórcio com Kris. Ambas ainda teriam sentimentos não resolvidos em decorrência da separação, e suas filhas não querem se envolver nisso.

Kim se manteve ativa na política ultimamente, chegando a atuar junto a Donald Trump no debate sobre reforma do sistema prisional norte-americano, embora não estivesse particularmente alinhada com o Republicano. Mas ela também nunca chegou a apoiar a candidatura de Kanye West à presidência enquanto ainda formavam um casal.

POLÊMICA COM APRESENTADORA

A coapresentadora do The View Joy Behar, 78, se desculpou por ter utilizado o pronome errado ao se referir a Caitlyn Jenner na edição dessa sexta-feira (23) do programa. Durante alguns momentos, Behar teria se referido a Jenner como “ele” enquanto discutia sobre seu anúncio para concorrer ao governo da Califórnia.

Essa troca ocorreu pelo menos três vezes. Após os comerciais, ela fez um pedido de desculpas formal em pleno ar, segundo o site Deadline. A coapresentadora colocou a culpa no sono pelos seus erros e se desculpou caso alguém tenha se sentido ofendido por eles.

Jenner se pronunciou no Twitter após o ocorrido, dizendo para Behar não se preocupar e que ela não fazia parte da cultura do cancelamento. “Eu sei onde seu coração está. A Califórnia tem problemas maiores que pronomes”, disse Jenner.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem