Celebridades
Descrição de chapéu Coronavírus

Elza Soares é vacinada e diz que 'ciência venceu medo, negacionismo e desinformação'

Segurando a bandeira do Brasil, a cantora recebeu a vacina contra Covid-19

A cantora Elza Soares
A cantora Elza Soares - SMC /Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Elza Soares, 90, tomou a primeira dose da vacina contra Covid-19, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (5). Ela fez questão de compartilhar o momento nas redes sociais com uma bandeira do Brasil.

“Com o coração cheio de esperanças, o braço pronto para receber a vacina em prevenção ao coronavírus, a bandeira do meu Brasil nas mãos, o pensamento em cada brasileiro que ainda aguarda sua vez chegar e sem furar a fila da vacinação”, escreveu a cantora, em seu perfil no Instagram.

A cantora defendeu a vacina dizendo que toda a população precisa ser imunizada porque merece o direito à vida. Ela comemorou o feito da ciência que, menos de um ano depois do decreto de pandemia pela OMS (Organização Mundial da Saúde), presenteou a todos com a vacina para uma doença que matou tanta gente. "A ciência venceu o medo, o negacionismo e a desinformação."

Elza fez questão de agradecer a todos os cientistas, aos profissionais da saúde e aos servidores públicos que trabalharam para o desenvolvimento e produção das vacinas. Ela destacou a Anvisa e as instituições que chama de "nossos tesouros" : o Instituto Butantan (SP), o Fiocruz (Rio). "Peço licença para um agradecimento particular ao Pedro Loureiro e a Vanessa Soares por batalharem muito, incansavelmente para que eu pudesse agora comemorar que estou vacinada", disse.

A cantora lembrou que não foi fácil atravessar esse longo período de pandemia sem se contaminar e que por isso agradece a Loureiro e Vanessa, que garantiram as condições para que ela continuasse produzindo e trabalhando muito em 2020.

“Vou carregar para sempre comigo essa foto mara, feita pela Denise Ricardo do momento em que uma seringa cheia de esperança rompeu a pele do meu braço e fez correr vida em meu sangue, pelas mãos abençoadas de um profissional da saúde”, comemorou a cantora.

LIMA DUARTE É VACINADO EM SP

O ator Lima Duarte, 90, também recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nesta sexta-feira (5) em Indaiatuba (interior de São Paulo), onde está isolado em seu sítio. O ator fez questão de compartilhar o momento em suas redes sociais.

"Enfim, vacinado!", escreveu. "Tantas coisas eu passei ao longo dos meus quase 91 anos. Batalhas pessoais e profissionais, período de ditadura e repressão, e o mais recente: o isolamento e a luta pela vida diante de um inimigo invisível aos nossos olhos."

"Uma pandemia que nos trouxe a incerteza do que aconteceria nos próximos dias e meses", continuou. "Mas a ciência venceu! Estamos tendo a oportunidade de ter a esperança de um recomeço e de dias melhores. E que essa esperança possa ser para todos!"

Em dezembro, Lima Duarte fez um vídeo para homenagear colegas que estavam com a doença, entre os quais os atores Eduardo Galvão e Nicette Bruno. Ambos acabaram morrendo da doença. "Quando o vírus anda por aí no ar, é assustador. Mas quando ele chega perto, quando ele chega no nosso coração, ele fica mais terrível ainda", disse, no vídeo.

Até quinta-feira (4), o Brasil já havia aplicado a primeira dose da vacina contra Covid-19 em 3.043.034 pessoas. A informação é do consórcio formado pelos veículos Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1, na última atualização sobre a vacinação contra a Covid-19 em 20 estados, além do Distrito Federal. O total representa 1,89% da população acima de 18 anos no Brasil.

O consórcio foi formado em junho de 2020 em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de Covid-19. Os veículos decidiram, então, formar uma parceria e trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal.​​​

Por enquanto, as vacinas disponíveis no Brasil são a Coronavac, vacina do Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, e o imunizante da Fiocruz, desenvolvido pela parceria entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca.​

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem