Celebridades

Gloria Maria diz que politicamente correto é um porre: 'Hoje tudo é preconceito e assédio'

Em live, jornalista afirma que há atualmente uma cultura que 'nada pode'

Globo Repórter na Holanda
Glória Maria se diverte no Festival de Elfos, na Holanda, no Globo Repórter - Divulgação
São Paulo

A jornalista e apresentadora Gloria Maria disse que existe uma cultura hoje "que nada pode" e que o "politicamente correto é um porre". As declarações foram dadas em sua estreia em lives, na sexta-feira (25), quando conversou com Joyce Pascowitch.

“Eu acho tudo isso um saco. Hoje tudo é racismo, preconceito e assédio. A equipe com que trabalho me chama de neguinha, de uma forma amorosa e carinhosa. É claro que se falam 'Ô, nega', não sei o quê, é outra coisa", afirmou.

Gloria Maria tinha sido questionada sobre o fato de os casos de assédio moral e sexual na televisão estarem mais em evidência atualmente do que no passado, porque agora são expostos. "Estou há mais de 40 anos na televisão, já fui paquerada, mas nunca me senti assediada moralmente. Acho que o assédio moral é uma coisa clara, não tem dubiedade. Não tem como você interpretar. O assédio é uma coisa que te fere, é grosseiro, te machuca, te incomoda, te desmoraliza", completou.

Para ela, não se pode generalizar todas as situações. "Existe uma cultura hoje que nada pode. Tem que ter uma diferenciação, não dá para generalizar tudo. O politicamente correto é um porre. Acredito que o politicamente correto é o caráter, a honestidade. Esse mundo que a gente está vem muito da amargura das pessoas, não aceito."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem