Celebridades

Caio Castro vai virar piloto da Porsche Cup e diz que não abandonará TV

Ideia do artista é correr profissionalmente: 'Sonho de criança'

Caio Castro vira piloto da Porsche Cup
Caio Castro vira piloto da Porsche Cup - Reprodução/@caiocastro
São Paulo

O ator Caio Castro, 31, agora pode ser chamado também como um piloto. Ele acaba de entrar para a equipe da Porsche e vai disputar em 2021 a sua primeira edição da Porsche Cup, campeonato de turismo da modalidade.

A ideia dele é treinar, saber todas as técnicas e se preparar com a sua nova equipe para no ano que vem estar pronto para correr a 300 km. De acordo com ele, realiza um sonho de criança. Caio é amante da velocidade desde o ano 2000 e corre de kart desde 2008.

“Bate nervosismo, sempre bateu. É um pouco isso que me move, a expectativa antes de entrar na pista, acertar o carro, isso me gera ansiedade, nervosismo, cobrança. E estamos com frio na barriga porque são 300 km por hora. Mas tenho a certeza de que acontecerá da forma que queremos”, afirma.

Para Castro, a sua nova empreitada não vai impedir que ele também continue atuando. Atualmente ele pode ser visto na reprise de “Fina Estampa” (Globo). “Uma coisa não inviabiliza a outra. Não é novidade para mim, mas será para o grande público. Entro em uma categoria muito assistida. Isso vai se tornar público. Comecei a correr em 2008 e novela comecei em 2007. Crescimento em ambos foi igual e desde lá uma coisa não inviabilizou a outra. Sigo da mesma maneira. Mas hoje escolhi estar aqui e meu foco para 2021 é o campeonato.”

Segundo Caio, a família ficou um pouco receosa com relação a essa decisão. “As mulheres da minha família ficaram assustadas em especial minha mãe. Preocupação é grande, mas a intenção é me ver feliz. E eu estou feliz com essa atmosfera. Preocupação existe até de mim comigo mesmo, mas a rapaziada em casa ficou empolgada”, diverte-se.

As referências de Caio para o automobilismo são as melhores possíveis. Claro que Ayrton Senna (1960-1994) está entre elas, apesar de ele não se lembrar como era acompanhar de perto o piloto. Mas ele conta que do Senna aprendeu a nunca desistir. Agora, há também como inspiração Rubens Barrichello que inclusive é o tutor do artista.

“Como fico feliz de tê-lo como referência, como amigo e tutor. Toda vez que vou experimentar categoria diferente eu falo com Rubinho. Ter essa supervisão do cara que vive disso é um privilégio. Ele troca muito comigo, me dá muitas dicas. Fico besta de pensar”, reforça o ator que diz que o mais legal da categoria da Porsche Cup é que todos os pilotos têm o mesmo tipo de motor. ““É mais justo.”

Acostumado com as competições de kart, Castro conta que o mais desafiador até o momento foi mudar em sua cabeça aspectos como a importância da frenagem na hora certa. Para ele, saber frear é importante para saber correr.

De acordo com a equipe à qual ele agora faz parte, Caio é um piloto arrojado e que já demonstra muita qualidade nos testes até então realizados. Mas ainda é preciso ter calma para colocá-lo na pista. A visibilidade em torno dele é outro ponto interessante para a competição que deverá usá-lo para chamar mais público para conhecer a categoria.

“O carro é agressivo, potência animal. Então são degraus, conforme vou sentindo e me acostumando, entregando o que é esperado, vou evoluindo. São novos objetivos a se cumprir. Como se fosse tutorial de um novo game”, finaliza.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Mais lidas