Celebridades

Justiça diz que Meghan Markle pode manter amigas em segredo em ação contra tabloide

Duquesa pediu anonimato alegando 'bem-estar emocional e mental'

Meghan Markle no Palácio de Buckingham - Dominic Lipinski/ Pool via Reuters
Michael Holden
Londres

Meghan Markle, 39, duquesa de Sussex, venceu uma batalha judicial nesta quarta-feira (5) para manter os nomes de cinco de suas amigas em segredo por enquanto, como parte de processo contra um tabloide britânico que ela acusa de invadir sua privacidade.

Meghan, esposa do neto da rainha Elizabeth, príncipe Harry, 35, está processando a Associated Newspapers por artigos no jornal Mail on Sunday que incluíam partes de uma carta manuscrita que ela enviou para seu pai, Thomas Markle, em agosto de 2018.

Como parte de sua defesa, o jornal argumenta que publicou a carta em fevereiro de 2019, depois que cinco amigas de Meghan deram entrevistas anônimas à revista americana People.

A duquesa argumenta que não autorizou as amigas a falar com a People e que o Mail on Sunday só queria nomeá-las para explorar a disputa legal por razões comerciais. Ela diz que nomeá-las seria uma ameaça ao seu “bem-estar emocional e mental”.

O juiz Mark Warby decidiu na Suprema Corte de Londres que os nomes não poderiam ser publicados no momento, mas que isso poderia mudar.

“Concluí que, por enquanto, a Corte deve conceder à demandante as determinações que ela procura, cujo efeito será conferir proteção à identidade das fontes”, afirmou.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem