Celebridades

Funkeiro PK Delas reclama de post deletado pelo Instagram: 'Deixa meu cavalo andar'

Ex de Valesca Popozuda, músico tentava divulgar live Show Privê

Pk Delas - Douglas Jacó//Divulgação
São Paulo

O funkeiro PK Delas, ex da cantora Valesca Popozuda, 41, fez um desabafo nas redes sociais nesta terça-feira (25), após ter tido posts seus apagados pelo Instagram. Segundo ele, até o vídeo de divulgação da live “Show Privé”, que ele pretende fazer na próxima sexta-feira (28), foi tirado do ar.

“O que está acontecendo que eu não posso nem mais propagar a divulgação da minha live? Não pode mais ter liberdade de expressão aqui? Por isso que vou fazer a minha live fechada, porque não tenho mais liberdade para falar o que eu quero. Que coisa chata, vamos deixar quem quer ser feliz, ser feliz.”

Segundo a assessoria do músico, o conteúdo foi classificado como “impróprio”. Já o cantor afirma que foi censurado. “Apagaram até meu vídeo de divulgação... deixa meu cavalo andar! Deixa as mulheres dançaram e se divertirem, elas são livres para fazerem o que quiserem, na hora que quiserem e como quiserem”, afirmou.

Procurado, o Instagram diz que a rede social "não permite a publicação de fotos ou vídeos que contenham nudez, imagens explícitas de relações sexuais ou mostrem genitais". A rede diz ainda que "todo conteúdo que violar as nossas regras será removido. A mesma medida pode ser tomada em relação a contas que apresentarem repetidas violações."

PK Delas vai fazer sua live numa plataforma exclusiva, afirmou sua assessoria: “Sem filtros e sem regras, numa espécie de ambiente em que, segundo ele, pode tudo e todos”. Deverão participar da apresentação a funkeira Valesca Popozuda e Raquel Pacheco, mais conhecida como Bruna Surfistinha.

A assessoria do músico afirma que para assistir à live, os fãs de PK Delas deverão se inscrever na plataforma e fazer um pagamento que irá variar de acordo com o lote. Feito isso, eles receberão um login e uma senha que dará o acesso na data e horário do show.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem