Celebridades

Kanye West desiste de candidatura à presidência dos EUA após pesquisa, diz site

Rapper teria conseguido apenas 2% das intenções de votos

Kanye West - SAUL LOEB / AFP
São Paulo

Após anunciar sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos, Kanye West, 43, não deve continuar na corrida eleitoral. Um membro da equipe da campanha do rapper informou ao site norte-americano Intelligencer que uma pesquisa feita pela equipe não animou o rapper.

De acordo com a publicação, Steve Kramer, o informanete de West, afirmou que ele "já está fora". Isso porque o músico apresentou apenas 2% das intenções de votos, segundo a pesquisa. Como candidato independente, ele precisa conseguir 132.781 assinaturas no estado da Flórida, para apoiar sua candidatura.

"Não tenho nada bom ou ruim a dizer sobre Kanye. Todo mundo tem sua decisão pessoal. Concorrer à presidência tem de ser uma das coisas mais difíceis para alguém realmente considerar nesse nível. Ele observou os obstáculos que um candidato pela primeira vez enfrenta e qualquer candidato que se candidata a presidente pela primeira vez passa por esses soluços", contou Kramer ao Intelligencer.

No dia 4 de julho, quando é celebrado o Dia da Independência dos EUA, Kanye West afirmou no Twitter que iria "cumpir a promessa da América confiando em Deus e unificando uma visão e construindo o futuro."

Segundo a Us Weekly, West ainda não se registrou oficialmente como candidato. Ele poderia concorrer como candidato independente, sem partido, mas o prazo para que o nome dele esteja nas cédulas eleitorais já acabou em alguns Estados americanos.

Vale lembrar que ao longo dos últimos anos, o rapper tem apoiado publicamente o atual presidente dos EUA, Donald Trump. Em maio deste ano o músico deixou implícito em entrevista à revista "GQ" que votaria nele no atual presidente novamente.

"As pessoas ao meu redor ou as que têm seus próprios interesses não vão dizer para mim que minha carreira vai acabar. Por que adivinha? Ainda estou aqui. 'Jesus Is King' foi número 1. Tinham me falado que minha carreira acabaria se eu não apoiasse [Hillary Clinton, que disputou as eleições de 2016 contra Trump]. Que tipo de campanha é essa? É como se a campanha do Obama fosse 'estou com os negros'. Qual a vantagem de ser uma celebridade se você não pode ter opinião? Todo mundo tem sua própria opinião."

Casado com a socialite Kim Kardashian, com quem tem quatro filhos, West recebeu apoio da amada. Ainda segundo a revista Us Weekly o rapper teria planejado sua candidatura há anos e a Kardashian sempre soube de suas aspirações.

Até o momento Kanye West não falou sobre a suposta desistência da corrida presidencial.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem