Celebridades

Noel Gallagher diz que ataques de pânico eram brutais durante vício em cocaína

Músico também afirmou que não seria um bom rockstar morto

Noel Gallagher durante o Lollapalooza 2016, em São Paulo
Noel Gallagher durante o Lollapalooza 2016, em São Paulo - Camila Cara/MRossi/Divulgação
São Paulo

Noel Gallagher, 52, ex-integrante da banda britânica Oasis, relembrou um período difícil de sua vida durante uma participação no podcast "Funny How?", comandado pelo apresentador Matt Morgan.

Gallagher falou sobre a época em que era viciado em cocaína e vivia tendo episódios de ataque de pânico brutais. "Foi por isso que eu larguei. Se você está sem dormir há três noites porque cheirou um monte de cocaína, não é como se fosse se acalmar naturalmente. Você pensa que vai morrer. E eu ficava pensando: 'Muitos rockstars já morreram disso mesmo'", disse ele.

O músico, irmão de Liam Gallagher, com quem tocou por muitos anos na banda Oasis, afirmou que teve sorte de não ter tido um ataque cardíaco. "Eu não seria um bom rockstar morto. Não sou bonito o bastante", contou, em um tom descontraído.

Noel Gallagher também disse que não sente falta de usar drogas e está completamente limpo. "A cocaína é uma droga de m*rda. Não é criativa, não é nem mesmo sociável", revelou. "Você acaba trancado no banheiro com uma pessoa que não gosta muito, e não é uma boa situação".

Formado na cidade inglesa de Manchester em 1991, o Oasis dominou as paradas de música pop britânicas até a década seguinte, com canções cativantes influenciadas pelos Beatles. Os irmãos, no entanto, têm estado envolvidos em rixas públicas desde que Noel deixou a banda em 2009.

O músico fundou sua própria banda chamada Noel Gallagher's High Flying Birds, e preferiu a carreira solo. No entanto, a decisão não agradou Liam Gallagher. Recentemente uma possível trégua foi espeulada após Liam mencionar Noel no Twitter.

Ele sugeriu que o Oasis se juntasse novamente para um único show após o fim da pandemia do coronavírus. "Escute seriamente, muitas pessoas pensam que eu sou um idiota e sou um idiota bonito, mas depois que tudo isso passar, precisamos recuperar o Oasis para um show de caridade. Vamos lá, Noel, depois nós podemos seguir com as nossas ótimas carreiras solo", escreveu Liam.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem