Celebridades

Felipe Neto é processado pelo ministro Abraham Weintraub após chamá-lo de imbecil

Ministro da Educação pede indenização e direito de resposta

Felipe Neto - Instagram/felipeneto
São Paulo

Felipe Neto, 32, está sendo processado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que pede uma indenização de R$ 5.000 por danos morais e direito de resposta, após o empresário e influenciador digital tê-lo chamado de imbecil nas redes sociais.

O processo foi revelado pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmado por Felipe Neto, que o ironizou Weintraub no Twitter: “O homem que diz que ‘os vagabundos do STF’ têm que ser presos, me processou (...) por eu tê-lo chamado de imbecil e ter dito que ele não sabe escrever”.

A afirmação de Felipe Neto se refere à gravação de uma reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro, que foi divulgada nesta sexta-feira (22), após liberação do ministro Celso de Mello, do STF. Nos vídeos, o presidente e seus ministros falam palavrões, fazem ameaças de prisão e proferem xingamentos.

Felipe Neto continuou em suas redes sociais: “Ora bolas, Abraham Weintraub, você, cansou de dizer que que a esquerda ‘é do mimimi’ e ‘aceita a crítica, floquinho de neve’... Mas aí entra com processo pedindo R$ 5.000 e direito de resposta porque eu falei que você não sabe escrever? Poxa, floquinho de neve...”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem