Celebridades

Enxadrista Krikor Mekhitarian condena Felipe Neto por manobra ilegal em jogo

Youtuber teria desrespeitado as regras da plataforma

Youtuber Felipe Neto - Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Martha Alves
São Paulo

Felipe Neto, 33, foi banido da plataforma mundial de jogos Chess ao utilizar a ajuda de um robô para fazer jogadas no xadrez, desrespeitando as regras da partida. A manobra ilegal foi condenada pelo enxadrista e diretor de conteúdo da plataforma no Brasil, Krikor Mekhitarian. O youtuber nega o uso de robôs, mas admite que teve ajuda de um professor.

Mekhitarian publicou um vídeo no YouTube após seu nome ser citado pelos internautas e pelo youtuber que disse ter telefonado para o enxadrista para explicar o que aconteceu. Segundo ele, usuários do Twitter encontraram o nome de usuário que o youtuber jogou as partidas, publicaram a pontuação feita por ele no jogo e denunciaram o perfil para a plataforma.

Segundo Mekhitarian, o pessoal de fair play do Chess analisou o caso e constatou que ele teve assistência externa e a conta foi banida por questão de fair play. Ele explicou que quando ocorre isso o sistema manda um e-mail automaticamente para a pessoa dizendo que a conta dela foi banida e as as regras do site para ler e ficar por dentro. “A pessoa ganha uma segunda chance, que é a chance final do Chess e, se desrespeitar as regras novamente, ela não é mais bem-vinda no site. Todo mundo [que cometeu o mesmo erro] teve direito, [Felipe Neto] não teve regalias”, afirma.

ENTENDA O CASO

Felipe Neto nega o uso de robô, mas admite que cometeu o erro de contratar um professor por skype para melhorar no xadrez. Segundo ele, uma pessoa o convenceu que a melhor forma de aprender era jogar partidas compartilhando a tela com ele. “Ele, então, me orientava a cada jogada para ver qual seria o melhor movimento”, diz.

O youtuber justifica que essa pessoa não dava a ele o melhor movimento, mas o fazia refletir. “Eu, sincera e honestamente do fundo do coração, achei que não era nada demais. Eu estava ali tentando aprender, não para roubar. E isso aconteceu pouquíssimas vezes”, explica Neto.

Felipe diz ainda que nunca pensou que a técnica de aprendizado pudesse prejudicar alguém. Ele afirma que jogou muitas das partida, sem ajuda do professor e que melhorou bastante no jogo graças às aulas. “Não vou me fazer de idiota, eu sabia que a pessoa contra quem eu jogava acabava ficando numa situação injusta, mas eu pensava: eu estou só refletindo para chegar na melhor jogada, é estudo”, justifica.

Felipe Neto diz estar com vergonha porque não sabia que o Chess guardava as partidas para outros verem. “Eu realmente amo xadrez e quero tentar ajudar a crescer o esporte no Brasil. Posso levar muitos, muitos, muitos jovens a se interessarem. Por isso, quero pedir perdão a todos, mas deixar claro que nunca quis “roubar”. Usei uma técnica imbecil de aula e não percebi o tamanho do erro”, enfatiza.

O youtuber aproveita para criticar a reação violenta das pessoas na internet e a cultura do cancelamento. “O ódio, ofensas, deboche, a presunção imediata de que eu usei robô para me beneficiar em algo que eu literalmente não tenho nada a ganhar. Enfim, nada que eu não esteja acostumado”, conclui.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem