Celebridades

Ana Maria Braga se casa com o namorado Johnny Lucet em cerimônia íntima

Programa Mais Você mostrou imagens da celebração feita na casa da apresentadora

Ana Maria e Johnny Lucet se casam em cerimônia com a família — Foto: TV Globo
Ana Maria e Johnny Lucet se casam em cerimônia com a família - Reprodução
São Paulo

A apresentadora Ana Maria Braga, 70, casou com o francês Johnny Lucet, 55. O anúncio foi feito no programa Mais Você (Globo) desta segunda-feira (10) pelos apresentadores Fabrício Battaglini e Patrícia Poeta, que estão a substituindo. 

A cerimônia aconteceu na casa da apresentadora. Pedro e Mariana, filhos de Ana Maria, foram padrinhos. "O casamento civil foi celebrado na casa dela, em São Paulo. Só para a família, cerimônia íntima e bilíngue, porque o noivo é francês. Ele falou o 'sim' em português", relatou Battaglini. 

O casal está de azul e jeans. "Eles estavam usando a mesma roupa do dia que se conheceram em Algarve, em Portugal", complementou o apresentador. 

 

Braga optou por antecipar suas férias para descansar devido ao seu tratamento contra câncer no pulmão, doença que já teve outras três vezes. Ela será substituída por Battaglini e Poeta durante todo o mês de fevereiro. 

Foi em novembro do ano passado, que a apresentadora foi fotografada com Johnny Lucet. O casal passeava em clima de romance em um shopping no Rio de Janeiro. 

À época, a assessoria de imprensa de Braga disse que o namoro era recente, mas não deu detalhes sobre como se conheceram.

LUTA CONTRA O CÂNCER

Em dezembro de 2015, Ana Maria Braga revelou durante o Mais Você (Globo) que estava tratando um câncer no pulmão. Na época, a apresentadora teve que passar por uma cirurgia para a retirada de um tumor em seu pulmão esquerdo.

"Tive um anjo na minha vida. Eu poderia estar até hoje sem saber que estava com um problema no pulmão. Bill, meu companheiro hoje, me cobra muito e comecei a fazer ginástica. Ele dizia para eu parar de fumar e que eu precisava fazer alguns exames. Ele tanto insistiu que marquei uma consulta. Fiz uma tomografia e quando eu saí disseram que acharam uma coisa pequena, um início de um tumor cancerígeno. [...] É um risco que toda pessoa que fuma tem", contou.

Antes disso, Ana Maria enfrentou um câncer de pele em 1991 e descobriu, em 2001, que estava com câncer detectado na virilha e no reto. "Tinha hora em que eu ligava o chuveiro, deitava embaixo e chorava muito", contou em uma entrevista à Folha, em 2016.

"É natural que isso aconteça. Mas você tem que acreditar de verdade. Eu dizia 'vou aguentar'. Nunca imaginei que a doença seria maior do que eu", contou. "Eu fumei por tanto tempo, é previsível. Foi minha culpa. Quer dizer, não é questão de culpa, é vício. Sou viciada em nicotina, como um drogado ou um alcoólatra".

A apresentadora também afirmou na época que a radioterapia havia sido "arrasadora", mas que se sentiu "sortuda" por ter acesso "ao que há de melhor na medicina". "Eu tenho um limiar alto de dor, mesmo assim sofri. Tomava muita morfina quando eu podia. Nas outras horas, eu trabalhava. Continuei trabalhando porque era um grande motivo para levantar todo dia. Gosto muito do que faço".

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem