Celebridades

Quem são os 'membros seniores' da família real e que funções têm Harry e Meghan

Família Real
Família Real - AFP
Descrição de chapéu BBC News Brasil

A notícia foi surpreendente para todos. O duque e a duquesa de Sussex, Harry e Meghan, anunciaram nesta quarta-feira (8) a decisão de "dar um passo atrás" como "membros seniores" da família real britânica.

Trata-se de um "evento sem precedentes" na história recente da monarquia britânica. A última vez em que algo parecido havia ocorrido foi em 1936, quando o rei Eduardo 8° abdicou para se casar com a americana divorciada Wallis Simpson, algo inédito até então.

A família real está "magoada" com a decisão tomada pelos duques de Sussex. E nenhum outro membro sênior da monarquia sabia o passo que Harry e Meghan Markle estavam prestes a dar.

O correspondente de Assuntos Reais da BBC, Jonny Dymond, sublinhou o significado do fato, já que Harry e Meghan faziam parte da "renovação dos ares" da monarquia. O casal, em um post no Instagram, disse que pretende ser "financeiramente independente" e que quer "começar a forjar um novo papel progressivo dentro da instituição".

Mas Dymond se pergunta se esse "novo modelo" pode funcionar ou se trata de uma etapa no caminho de abandonar completamente a família real.

Mas o que significa ser um membro sênior da família real?

O termo sênior dentro da realeza refere-se aos membros que estão no topo da linha de sucessão e suas esposas, embora não seja exatamente delimitado até qual posição isso vale. Harry ocupa a sexta posição, atrás de seu pai Charles, seu irmão William e os três filhos deste último.

Os seniores trabalham ativamente em questões de realeza, desempenham funções em nome da rainha Elizabeth 2ª e são representantes internacionais da família real. Entre eles, além disso, alguns ocupam a posição de Conselheiros de Estado e podem assumir algumas das funções da rainha no caso de ela estar doente ou fora do país.

Mas eles não podem discutir assuntos da Comunidade das Nações, dissolver o Parlamento ou nomear um primeiro-ministro. Por lei, os Conselheiros de Estado são o casal soberano e as próximas quatro pessoas na linha de sucessão ao longo de 21 anos.

Eles são atualmente o príncipe Phillip, duque de Edimburgo; o príncipe Charles, duque da Cornualha; príncipe William, duque de Cambridge; príncipe Harry, duque de Sussex; e o príncipe Andrew, duque de York.

Que outras funções Harry e Meghan desempenham?

Harry passou dez anos nas Forças Armadas britânicas, e é por isso que ele trabalha para promover o bem-estar dos membros e veteranos desses órgãos. Ele insistiu especialmente em aumentar a conscientização sobre a reabilitação dos feridos e daqueles com sequelas físicas resultantes de missões do Exército. Para eles, organiza o evento esportivo The Invictus Games.

Ele também defende jovens de grupos sociais marginalizados envolvidos em violência de gangues, promovendo programas de orientação nas escolas primárias. O príncipe também está envolvido em vários projetos de caridade na África, como a fundação Sentebale para crianças órfãs e com a proteção da biodiversidade e das comunidades locais.

Dentro da Royal Foundation, os duques de Sussex e de Cambridge lideram juntos projetos para combater o estigma das doenças mentais.

Meghan, por outro lado, colabora com a Organização das Nações Unidas para incentivar a participação e liderança feminina na política. Em uma ocasião, ela visitou Ruanda, na África, para aprender sobre como a conscientização política das mulheres era promovida em mulheres desde a infância.

A Duquesa de Sussex também é embaixadora global da organização humanitária World Vision, que se concentra em campanhas para purificar a água na África e promover um maior acesso à educação de meninas na Índia.

BBC News Brasil
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem