Celebridades

Cardi B diz que vai deixar os EUA após ação de Trump contra Irã e teme Terceira Guerra Mundial

Cantora escreveu em rede social que 'está solicitando a cidadania nigeriana'

Cardi B
Cardi B - SUZANNE CORDEIRO / AFP)
 
São Paulo

A rapper Cardi B, 27, usou a sua rede social para comentar sobre a atual situação política dos Estados Unidos. Ela está preocupada com a possibilidade de uma Terceira Guerra Mundial por conta das recentes trocas de ataques e ofensas entre seu país e o Irã.

"Esses memes [sobre a Terceira Guerra] não são brincadeira. É triste que esse homem [Donald Trump] esteja colocando vidas americanas em perigo. Estou solicitando a minha cidadania nigeriana", escreveu a cantora, que recentemente realizou shows no continente africano nos países da Nigéria e Gana.

Cardi B deixou os seus seguidores com dúvidas em relação a seriedade da declaração, e embora não tenha confirmado o pedido da sua cidadania –já que é nascida e crescida em Nova York, e tudo que sabe, é que seu pai tem origem dominicana–, a artista chamou a atenção de autoridades da Nigéria.

O funcionário do governo nigeriano Abike Dabiri-Erewa respondeu a mensagem de Cardi B, dizendo: "Como encarregado da diáspora para a [Nigéria], mal podemos esperar para recebê-la novamente. Nossas portas estão abertas, irmã."

A declaração da cantora também chamou atenção do político republicano Joey Saladino, também conhecido como Salads. "Isso, vá embora. Eu pago a sua passagem", respondeu.

A rapper já havia manifestado sua forte desaprovação ao presidente Donald Trump, e também demonstrou interesse no candidato democrata à presidência da república, Bernie Sanders.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem